BLOG DE NOTICIAS DE VERTENTES

Últimas notícias e assuntos de interesse da cidade

Últimas notícias de VERTENTES PE:

Sebastião Salgado: imagens e nuances do nosso mundo


Arquivo da tag: brasília



 Recife sedia Campeonato Sul-Americano de Pentatlo Moderno "O desenvolvimento da modalidade em Pernambuco vem por meio de duas vertentes: a visibilidade do Pentatlo alcançada com a medalha olímpica pela Yane Marques e o trabalho minucioso que vem sendo executado no Centro de Treinamento do Salesiano. Para coroar ...
Matanza toca no Bangu Atlético Clube neste sábado Redação SRZD No palco, o grupo liderado por Jimmy London vai relembrar antigos sucessos como "Santa Madre Cassino", "Ela Roubou Meu Caminhao", "Ressaca sem Fim", "Tempo Ruim" e "Pe na Porta e Soco ... O som do Matanza mistura diversas vertentes musicais como o metal ...

Consiga um emprego AGORA MESMO em VERTENTES PE:

Empregos Manager Online
Grupo de músicos pesquisadores vai levar a cultura negra gaúcha para todo o Brasil “Nós buscamos em outras vertentes de culturas afro do Rio Grande do Sul. Eu, no caso, a cultura do Maçambique, do Quicumbi, que são culturas que estão radicadas no litoral norte, o Pingo já faz um trabalho que vem da cultura do pai dele, que é o ...

29 de Agosto de 2014 - 0h00 O campo nacional, popular em defesa da reeleição da presidente Dilma versus Aécio Neves, a grande mídia, a ortodoxia neoliberal, sua vertente política derrotada desde as eleições de 2002 inspirada nas teses do sociólogo, ex-presidente FHC.
Busca por:medalha - 965 resultados do Pentatlo Moderno no Estado. "O desenvolvimento da modalidade em Pernambuco vem por meio de duas vertentes: a visibilidade do Pentatlo alcançada com a medalha olímpica pela Yane Marques e o ... ... Nesta quinta-feira, na disputa da categoria meio ...

Tempo e Temperatura:

Matanza toca no Bangu Atlético Clube neste sábado Redação SRZD No palco, o grupo liderado por Jimmy London vai relembrar antigos sucessos como "Santa Madre Cassino", "Ela Roubou Meu Caminhao", "Ressaca sem Fim", "Tempo Ruim" e "Pe na Porta e Soco ... O som do Matanza mistura diversas vertentes musicais como o metal ...
Grupo de músicos pesquisadores vai levar a cultura negra gaúcha para todo o Brasil “Nós buscamos em outras vertentes de culturas afro do Rio Grande do Sul. Eu, no caso, a cultura do Maçambique, do Quicumbi, que são culturas que estão radicadas no litoral norte, o Pingo já faz um trabalho que vem da cultura do pai dele, que é o ...
em povoado de Vertentes, no Agreste Um homem de 30 anos foi assassinado a facadas na noite deste domingo (24) no Povoado Serra da Cachoeira em Vertentes, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava na frente de um bar quando foi atingida por várias facadas.
Fiéis de São João del Rei celebram o patrono Padre José Maria Xavier As celebrações da Semana do Patrono Padre José Maria Xavier começam neste sábado (23) em São João del Rei, no Campo das Vertentes. Apresentaçõ es artísticas de danças folclóricas e quadrilhas abrem a programação a partir das 16h. A ...
Sebastião Salgado: imagens e nuances do nosso mundo O olhar sobre a natureza, sobre os excluídos, sobre a humanidade e suas diversas vertentes. Os cliques em preto e branco ... uma viagem de 800 km a pé nas montanhas da Etiópia, uma aventura de barco nas Ilhas Malvinas, o contato com baleias na ...
Arquivo da tag: brasília Presidente do PSD em Pernambuco, André de Paula ... A princípio estão em discussão duas vertentes: a primeira delas é uma Proposta de Emenda Constitucional que visa criar um novo conselho. A segunda opção é que o Conselho Nacional de Justiça ...
Recife sedia Campeonato Sul-Americano de Pentatlo Moderno "O desenvolvimento da modalidade em Pernambuco vem por meio de duas vertentes: a visibilidade do Pentatlo alcançada com a medalha olímpica pela Yane Marques e o trabalho minucioso que vem sendo executado no Centro de Treinamento do Salesiano. Para coroar ...
Matanza toca no Bangu Atlético Clube neste sábado Redação SRZD No palco, o grupo liderado por Jimmy London vai relembrar antigos sucessos como "Santa Madre Cassino", "Ela Roubou Meu Caminhao", "Ressaca sem Fim", "Tempo Ruim" e "Pe na Porta e Soco ... O som do Matanza mistura diversas vertentes musicais como o metal ...
300x250 V Encontro de Formação e II Formação Itinerante do Projeto Paralapracá é fechado com chave de ouro Os artistas Edimilson Oliveira, Sínthia Alves, Ginaldo Glenar e Fábio Santos trouxeram muita alegria com o projeto que divulga o estímulo à leitura a crianças e jovens através de várias vertentes da ... prefeito de Olinda (PE), Renildo Calheiros ... 
"Em Pé na Rede" anuncia nova temporada no Teatro Bibi Ferreira SÃO PAULO - A partir do próximo dia 6, o grupo formado por Murilo Couto, do Programa "Agora É Tarde", da Band, Davi Mansour, Osmar Campbell, Rominho Braga e Victor Camejo retorna com show de stand-up comedy "Em pé na rede", com apresentaçõ es aos ...
Abertas as inscrições para cursos técnicos do IF Sertão-PE Seguem até o dia 9 de outubro as inscrições para o processo seletivo que visa preencher 1.395 vagas de cursos técnicos do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE). Elas são para os campi de Petrolina, Petrolina Zona Rural, Ouricuri ...
Com 41% do eleitorado, Marina vence Dilma em PE Marina Silva lidera a corrida presidencial em Pernambuco; candidata do PSB, que assumiu a cabeça da chapa socialista após a morte do ex-governador Eduardo Campos, aparece com 41% das intenções de voto, segundo pesquisa feita pelo Instituto Mauricio de ...
300x250 Escada, PE, recebe festival de cinema gratuito até sexta-feira O projeto Cinemóvel chega nesta segunda-feira (1º) ao município de Escada, na Zona da Mata de Pernambuco. Em sua quinta edição, o festival pretende levar cinema de graça para 18 municípios em oito estados. O caminhão, que projetará sete filmes ...
Na ponta do pé! Bailarinas do Faustão falam sobre a dedicação à dança No Dia da Bailarina, festejado nesta segunda, 1, Aline Riscado, Ana Flávia Simões e Raquel Guarini lembram o tempo em que faziam balé clássico. Aline Riscado, Ana Flávia Simões e Raquel Guarini posam em academia de balé no Rio (Foto: Marcos Serra ...
MIlan larga com pé direito, faz três e derrota Lazio em estreia no Italiano O Milan começou o Campeonato Italiano com o pé direito neste domingo, e justamente em um clássico... O Milan começou o Campeonato Italiano com o pé direito neste domingo, e justamente em um clássico. Contra a Lazio, a equipe rossonera fez valer o ...
Em jogo morno, Porto-PE e Vitória da Conquista ficam no empate em 1 a 1 Vitória da Conquista e Porto-PE se enfrentaram na tarde deste sábado, no Estádio Lomanto Júnior e ficaram no 1 a 1. Com o resultado, o Gavião caiu para a segunda colocação do grupo "A4", com o mesmo número de pontos do novo líder, Confiança, que ...

VERTENTES PE tspan:3m VERTENTES PE
Selecionamos as principais notícias da cidade de VERTENTES PE. Os acontecimentos políticos, acidentes de trânsito nas rodovias, fatos do centro, dos bairros e do interior. Pesquisamos também os jornais locais e as redes sociais, bem como o site da prefeitura.

O trabalho jornalístico consiste em captação e tratamento escrito, oral, visual ou gráfico, da informação em qualquer uma de suas formas e variedades. O trabalho é normalmente dividido em quatro etapas distintas, cada qual com suas funções e particularidades: pauta, apuração, redação e edição.A pauta é a seleção dos assuntos que serão abordados. É a etapa de escolha sobre quais indícios ou sugestões devem ser considerados para a publicação final. A apuração é o processo de averiguar informação em estado bruto (dados, nomes, números etc.). A apuração é feita com documentos e pessoas que fornecem informações, chamadas de fontes. A interação de jornalistas com suas fontes envolve freqüentemente questões de confidencialidade.A redação é o tratamento das informações apuradas em forma de texto verbal. Pode resultar num texto para ser impresso (em jornais, revistas e sites) ou lido em voz alta (no rádio, na TV e no cinema). A edição é a finalização do material redigido em produto de comunicação, hierarquizando e coordenando o conteúdo de informações na forma final em que será apresentado. Muitas vezes, é a edição que confere sentido geral às informações coletadas nas etapas anteriores. No jornalismo impresso (jornais e revistas), a edição consiste em revisar e cortar textos de acordo com o espaço de impressão pré-definido. A diagramação é a disposição gráfica do conteúdo e faz parte da edição de impressos. No radiojornalismo, editar significa cortar e justapor trechos sonoros junto a textos de locução, o que no telejornalismo ganha o adicional da edição de imagens em movimento.

Tags: Últimas Notícias, VERTENTES PE, Cidade, Interior, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado, Domingo, Carro, Eleições, Crime, Estrada, Rodovia, Acesso, Greve, Eleições, Festa, Granizo, Chuva, Enchente,Aniversário, Prêmio, Mês, Fim de Semana, Hoje, Ontem, Anteontem, Hora, Pouco Tempo, Agora há Pouco, Mulher, Homem, Família, Criança, Portal,Pessoas, Como saber, Onde eu Acho, Site, Blog, Diário,Protesto,Inauguração, Cassação, Cassado, Show, Apresentação, Espetáculo, Fotos, Vídeos, Imagens, Previsão, Caminhão, Vítimas, Situação, Oposição, Eleições, Enquete, Votos, Apuração, Trânsito, Operação, PF, Delegacia, Praia, Localidade, Animais, Ver Fotos.

Quem é o maior culpado pelo fogo nas matas?

A atividade humana é uma das principais causas de queimadas nesta época do ano. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), 90% dos incêndios florestais têm de origem antrópica - fruto da ação do homem. Na grande parte dos casos, decorrem do uso incorreto do fogo para a renovação de pastagens, da caça e de ações criminosas em represália à criação e gestão de unidades de conservação. Em menor escala, há casos de queimadas que começam, de maneira natural, por conta de raios.

O território atingido pelos incêndios florestais tem apresentado aumento. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, a queima proposital de resíduos sólidos perto de áreas verdes é o motivo mais recorrente dos incêndios atendidos no periodo de os chamados na capital federal. Apenas em junho deste ano, 395,16 hectares de vegetação foram consumidos pelo fogo - aumento de 77,8% em relação aos 222,23 hectares verificados em junho de 2013.

Brigadistas

Para lutar contra os focos de incêndios florestais, o governo federal adotou medidas como o reforço do efetivo que atua em campo. Ao todo, 1.589 brigadistas foram contratados para formar as grupos do Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PrevFogo) em todo o País. Os profissionais ficam em pontos estratégicos nas Regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste e se concentram em atividades de prevenção e mnuseio nas unidades de convenção.

Do total, 175 brigadistas atuam nas unidades de conservação federais contempladas pelo projeto Cerrado-Jalapão, em Tocantins, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em cooperação com o governo alemão e em parceria com o ICMBio e outros órgãos. “As grupos fazem a prevenção por meio de aceiros (desbaste de um terreno em volta de matas para impedir propagação de incêndios) e participam das atividades de pesquisa”, explica a analista ambiental do ICMBio, Ângela Garda.

O efetivo desempenha um trabalho contínuo de prevenção, combate e conscientização nas áreas de maior risco. “Os brigadistas têm papel fundamental no resultado das ações de mnuseio integrado do fogo, pois não são apenas combatentes de incêndio, são agentes comunitários de sensibilização e se envolvem na queima controlada, educação ambiental e pesquisa”, justifica Ângela. Segundo ela, a meta é reduzir a área atingida pelas queimadas com a implantação do mnuseio integrado e adaptativo do fogo. “(Os incêndios) são ameaças à proteção do patrimônio natural”, alerta.

Jipes

Veículos especiais são usados pelas grupos de prevenção e combate ao fogo. Na região do Jalapão, quatro marruás – jipes desenvolvidos para operações militares – fazem o transporte de brigadistas e materiais a pontos de difícil acesso nas unidades de conservação. A aquisição somou o investimento de R$ 800 mil, financiados pelo projeto Cerrado-Jalapão. Os automóveis tornaram o trabalho mais eficiente nas unidades de conservação, já que deslocam as grupos com mais rapidez e segurança aos focos de incêndio e áreas estratégicas para ações de prevenção.

A nível nacional, o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento e das Queimadas no Cerrado (PPCerrado) é a ferramenta estratégica de combate aos incêndios florestais no bioma. O documento traça ações táticas e operacionais que são implantadas por meio da articulação entre União, Estados, municípios, sociedade civil, setor empresarial e universidades.

Fique atento

Veja como ajudar a evitar queimadas:

- Não jogue bitucas de cigarro pela janela do carro

- Não fume em matas e locais com muita vegetação

- Impeça crianças de brincar com fogo em áreas verdes

- Evite fazer fogueiras em áreas de vegetação

Como funciona?

Confira os principais elementos nos casos de incêndios florestais:

- O combate busca suprimir o chamado triângulo do fogo: calor, oxigênio e combustível (vegetação, no caso das queimadas)

- Para os incêndios de pequenas proporções, as brigadas usam abafador, bomba costal e motobomba

- Diante de queimadas de maiores proporções, são aplicados recursos como caminhão-pipa, helicópteros e aviões agrícolas para aspersão de água

Saiba mais sobre o Cerrado

Segundo maior bioma da América do Sul, o Cerrado ocupa 24% do território brasileiro, em uma área total de cerca de 2 milhões de km2. Está presente no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Bahia, Piauí, Minas Gerais, São Paulo e Paraná, o que soma 1.330 municípios. Nessa região, ficam as nascentes das três maiores bacias hidrográficas da América do Sul (Amazônica/Tocantins, São Francisco e Prata).

Em decorrência da diversidade biológica, o Cerrado é caracterizado como a savana mais rica do mundo. Ao todo, 11.627 espécies de plantas nativas, 199 diferentes mamíferos e 837 exemplares distintos da avifauna habitam o bioma, além de 1,2 mil espécies de peixes, 180 répteis e 150 anfíbios. O cerrado conta, ainda, com diversas populações que sobrevivem de seus recursos naturais, incluindo etnias indígenas, quilombolas, ribeirinhos e outros povos tradicionais.

[26]

Quem é o maior culpado pelo fogo nas matas?

A atividade humana é uma das principais causas de queimadas nesta época do ano. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), 90% dos incêndios florestais têm de origem antrópica - fruto da ação do homem. Na grande parte dos casos, decorrem do uso incorreto do fogo para a renovação de pastagens, da caça e de ações criminosas em represália à criação e gestão de unidades de conservação. Em menor escala, há casos de queimadas que começam, de maneira natural, por conta de raios.

O território atingido pelos incêndios florestais tem apresentado aumento. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, a queima proposital de resíduos sólidos perto de áreas verdes é o motivo mais recorrente dos incêndios atendidos no periodo de os chamados na capital federal. Apenas em junho deste ano, 395,16 hectares de vegetação foram consumidos pelo fogo - aumento de 77,8% em relação aos 222,23 hectares verificados em junho de 2013.

Brigadistas

Para lutar contra os focos de incêndios florestais, o governo federal adotou medidas como o reforço do efetivo que atua em campo. Ao todo, 1.589 brigadistas foram contratados para formar as grupos do Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PrevFogo) em todo o País. Os profissionais ficam em pontos estratégicos nas Regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste e se concentram em atividades de prevenção e mnuseio nas unidades de convenção.

Do total, 175 brigadistas atuam nas unidades de conservação federais contempladas pelo projeto Cerrado-Jalapão, em Tocantins, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em cooperação com o governo alemão e em parceria com o ICMBio e outros órgãos. “As grupos fazem a prevenção por meio de aceiros (desbaste de um terreno em volta de matas para impedir propagação de incêndios) e participam das atividades de pesquisa”, explica a analista ambiental do ICMBio, Ângela Garda.

O efetivo desempenha um trabalho contínuo de prevenção, combate e conscientização nas áreas de maior risco. “Os brigadistas têm papel fundamental no resultado das ações de mnuseio integrado do fogo, pois não são apenas combatentes de incêndio, são agentes comunitários de sensibilização e se envolvem na queima controlada, educação ambiental e pesquisa”, justifica Ângela. Segundo ela, a meta é reduzir a área atingida pelas queimadas com a implantação do mnuseio integrado e adaptativo do fogo. “(Os incêndios) são ameaças à proteção do patrimônio natural”, alerta.

Jipes

Veículos especiais são usados pelas grupos de prevenção e combate ao fogo. Na região do Jalapão, quatro marruás – jipes desenvolvidos para operações militares – fazem o transporte de brigadistas e materiais a pontos de difícil acesso nas unidades de conservação. A aquisição somou o investimento de R$ 800 mil, financiados pelo projeto Cerrado-Jalapão. Os automóveis tornaram o trabalho mais eficiente nas unidades de conservação, já que deslocam as grupos com mais rapidez e segurança aos focos de incêndio e áreas estratégicas para ações de prevenção.

A nível nacional, o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento e das Queimadas no Cerrado (PPCerrado) é a ferramenta estratégica de combate aos incêndios florestais no bioma. O documento traça ações táticas e operacionais que são implantadas por meio da articulação entre União, Estados, municípios, sociedade civil, setor empresarial e universidades.

Fique atento

Veja como ajudar a evitar queimadas:

- Não jogue bitucas de cigarro pela janela do carro

- Não fume em matas e locais com muita vegetação

- Impeça crianças de brincar com fogo em áreas verdes

- Evite fazer fogueiras em áreas de vegetação

Como funciona?

Confira os principais elementos nos casos de incêndios florestais:

- O combate busca suprimir o chamado triângulo do fogo: calor, oxigênio e combustível (vegetação, no caso das queimadas)

- Para os incêndios de pequenas proporções, as brigadas usam abafador, bomba costal e motobomba

- Diante de queimadas de maiores proporções, são aplicados recursos como caminhão-pipa, helicópteros e aviões agrícolas para aspersão de água

Saiba mais sobre o Cerrado

Segundo maior bioma da América do Sul, o Cerrado ocupa 24% do território brasileiro, em uma área total de cerca de 2 milhões de km2. Está presente no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Bahia, Piauí, Minas Gerais, São Paulo e Paraná, o que soma 1.330 municípios. Nessa região, ficam as nascentes das três maiores bacias hidrográficas da América do Sul (Amazônica/Tocantins, São Francisco e Prata).

Em decorrência da diversidade biológica, o Cerrado é caracterizado como a savana mais rica do mundo. Ao todo, 11.627 espécies de plantas nativas, 199 diferentes mamíferos e 837 exemplares distintos da avifauna habitam o bioma, além de 1,2 mil espécies de peixes, 180 répteis e 150 anfíbios. O cerrado conta, ainda, com diversas populações que sobrevivem de seus recursos naturais, incluindo etnias indígenas, quilombolas, ribeirinhos e outros povos tradicionais.

[27]

Como um aplicativo para celular ajuda a localizar um carro roubado?

A Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ) divulgou que o aplicativo para smartphones e tablets Sinesp Cidadão ultrapassou 1,8 milhão de downloads durante seis meses de funcionamento. Por meio de consultas ao Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e Sobre Drogas (Sinesp), 55 mil veículos roubados ou furtados já foram recuperados e 2 mil pessoas que estavam foragidas foram capturadas.

Clique aqui e baixe o Sinesp Cidadão

A secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, explica que milhares desses usuários consultaram o sistema e depois acionaram a polícia, que após checar as denúncias fez as apreensões e prisões.

Entretanto, Regina Miki explica que o cidadão não deve agir sozinho. "Quando o usuário verifica algo irregular, sobre alguma pessoa ou um veículo, basta acionar profissionais de segurança pública, que fazem a checagem e apuração da suspeita", orienta.

app é gratuito e pode ser baixado em celulares e tablets, ou acessado por computadores. Ele está disponível 24 horas por dia, em qualquer lugar com acesso à internet. Está disponível para Android e para o sistema IOS. Em breve a ferramenta deve ser disponibilizada também para as plataformas Windows Phone e Blackberry.

Buscas inteligentes As informações sobre veículos são acessadas por meio da base nacional do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), com uma frota de mais 83 milhões de automóveis, motocicletas, caminhões, ônibus, e etc. O módulo de Consulta a Placas do Sinesp Cidadão (ou CheckPlaca, como ficou conhecido) foi o primeiro a ser lançado, em 12 de dezembro de 2013. De lá para cá, foram registradas 70 milhões de consultas a placas de veículos, com uma média de 320 mil verificações por dia.

Já o módulo Mandados de Prisão do Sinesp Cidadão permite buscas a nomes e números de documentos de pessoas incluídas no Banco Nacional de Mandados de Prisão do Conselho Nacional de Justiça, com mais de 350 mil mandados em aberto. O serviço foi lançado em 24 de abril deste ano e soma 3 milhões de consultas no período, ou cerca de 90 mil buscas diárias.

Sistemas integrados De acordo com a secretária Regina Miki, o Sinesp Cidadão é um produto da maior plataforma tecnológica sobre segurança pública do país, desenvolvido em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Miki explica que o Sinesp é um portal de informações integradas, em parceria com os entes federados, que possibilita consultas estatísticas, operacionais, investigativas e estratégias relacionadas a drogas, segurança pública, justiça criminal, sistema prisional, entre outros.

"Por meio do Sinesp procuramos subsidiar diagnósticos de criminalidade, formulação e avaliação de políticas de segurança, além de promover a integração nacional de informações de forma padronizada", informa a secretária.

[21]

Cuidados na hora de deixar o cabelo liso!!!!!

 
Risco de alisantes clandestinos à saúde
Aos desavisados freqüentadores de salões de beleza, o que pode parecer uma solução milagrosa para pôr fim aos cabelos crespos, para a saúde é uma grande ameaça. Em relação às denúncias envolvendo os riscos de alisantes clandestinos, produzidos a partir de concentrações elevadas de formol, principalmente no Rio de Janeiro, a Anvisa alerta sobre a necessidade de o consumidor tomar alguns cuidados básicos na escolha e uso desses produtos, considerados de risco potencial, por conter substâncias tóxicas que exigem controle rigoroso.
 

Telma Piacesi, técnica da Vigilância Sanitária do Rio de Janeiro, a partir das amostras recolhidas e analisadas, atestou que os alisantes são mesmo caseiros, não sendo fabricados por nenhum laboratório. "Confirmamos que nos próprios salões as pessoas estavam misturando formol, queratina e cremes e aplicando nas clientes", afirma.

Em primeiro lugar, o usuário deve verificar se o produto é registrado na Anvisa/Ministério da Saúde, como determina a Lei 6.360/76. Para a obtenção do registro, o responsável deve apresentar à Anvisa uma série de documentos e informações técnicas referentes à composição, para assegurar a segurança e a eficácia, segundo a finalidade pretendida. As informações são então analisadas pela Gerência-Geral de Cosméticos da Anvisa, com base em regulamentação específica. Outro ponto importante diz respeito à formulação do produto, que somente será registrado caso atenda às exigências estabelecidas na legislação sanitária, sendo que o seu uso correto, em geral, não implica em danos para a saúde.

A gerente-geral de Cosméticos da Anvisa, Josineire Sallum, esclarece: "quando o produto não está registrado, sua composição não foi avaliada e o produto pode conter substâncias proibidas ou de uso restrito, em condições e concentrações inadequadas ou não permitidas acarretando riscos à saúde da população. Nesse caso, o consumidor não deve utilizar o produto e deve acionar o órgão de Vigilância Sanitária de sua cidade".

Quanto à incidência da substância formaldeído em cosméticos, a legislação permite sua utilização apenas como conservante ou endurecedor de unhas e proteção de cutículas, em condições específicas a partir de concentrações baixíssimas e contendo as devidas advertências na rotulagem nos produtos.

A utilização indevida do formol na composição de alisantes, conforme foi detectado pela Vigilância Municipal do Rio de Janeiro nas fórmulas apreendidas e segundo a literatura técnico-científica atual, representa sérios riscos. Os vapores dessa substância são altamente agressivos às mucosas, olhos e aparelho respiratório, podendo provocar asma. Além de irritação e dermatites, o uso tópico - em soluções concentradas - causa branqueamento e endurecimento da pele, originando reações de sensibilização, aumento de rigidez e perda de sensibilidade no local exposto ao contato da fórmula clandestina.

[3]

A comida na mira do consumidor: Atenção aos preços e a qualidade

Mesmo ao tomar um refrigerante ou comer um sanduíche, o consumidor deve exigir seus direitos.

Por isso, a atenção deve ser redobrada na hora de adquirir e consumir alimentos para evitar problemas, principalmente doenças e intoxicações alimentares.

Algumas precauções iniciais são: verificar as condições de higiene e limpeza dos estabelecimentos e dos atendentes.

Bares, lanchonetes e restaurantes devem afixar uma cópia do cardápio, com o preço dos serviços e refeições ofertados, em uma das portas de entrada do estabelecimento, como determina o Código de Defesa do Consumidor.

Na hora de pagar a conta, conferir o valor total dos itens consumidos e verificar se o “couvert” artístico está incluído.

Este só pode ser cobrado por estabelecimentos que tenham música ao vivo ou apresentações artísticas a cada quatro horas de funcionamento.

Os cuidados valem também na hora das compras de alimentos.

Aqui é preciso observar, além das condições de higiene, o armazenamento dos produtos nos pontos de venda e as condições em que ele se encontra.

  O alimento estragado ou deteriorado tem gosto e cheiro diferentes do normal.

O consumidor deve se habituar a ler as informações nas embalagens antes de fazer sua compra.

É nos rótulos, que devem conter os dados em letras legíveis, que estão dados como a data de fabricação, prazo de validade, composição, peso, carimbos de inspeção, origem e fabricante/produtor, entre outros.

Estas informações devem constar em todos os tipos de alimentos: in natura, industrializados e congelados.

Produtos industrializados que apresentem embalagens estufadas, enferrujadas, amassadas, furadas, rasgadas, violadas ou com vazamento não devem ser adquiridos.

Se o consumidor só notar o problema quando chegar em casa, deve retornar ao estabelecimento onde efetuou a compra a exigir a sua troca.

Quanto aos congelados, a existência de uma névoa sobre eles indica a baixa temperatura do balcão e boa condição de refrigeração, já o acúmulo de água ou umidade nos balcões frigoríficos significa que a temperatura de conservação está incorreta.

  A aquisição destes produtos deve ser feita no final das compras.

Exigir a nota fiscal ou ticket de caixa, pois sem este documento não há como trocar o produto ou abrir reclamações junto aos órgãos de defesa do consumidor.

[10]

EM VERTENTES tspan:3m EM VERTENTES

Um turismo diferente, baseado num produto destacado no Brasil

O Brasil é hoje o maior produtor e exportador de café, e o segundo maior consumidor do produto em todo o mundo. Do período colonial ao republicano, a produção de café marcou a história do País e as marcas desse processo estão em toda parte e geram um grande interesse, especialmente aos turistas.

Entre os destinos mais visitados estão a Rota do Café, no norte do Paraná, e o Museu do Café, em Santos (SP). Além de degustar cafés de diferentes tipos, os admiradores do produto podem conhecer um pouco mais desta história em visitas e roteiros turísticos elaborados especificamente para destacar a importância da bebida para o País.

A Rota do Café é um roteiro turístico que resgata a cultura cafeeira de uma região que prosperou graças ao “ouro verde” – como o grão era conhecido no século passado. O roteiro inclui visitas a fazendas históricas e produtivas, museus e memoriais.

A rota é composta por nove municípios, incluindo Londrina (PR), que já foi considerada a “capital mundial do café”. O consultor do Sebrae/PR, Sérgio Garcia, explica que o objetivo do projeto é oferecer experiências marcantes aos turistas. “Entre maio e agosto, os visitantes podem participar da colheita nas fazendas produtivas e “abanar” o café: o que consiste em peneirar separando os grãos das folhas e impurezas”, disse.

Para o ministro do Turismo, Vinicius Lages, a gastronomia brasileira ganha ainda mais importância quando atrelada à história, fortalecendo o potencial turístico que pode ser explorado. “A gastronomia foi um dos itens com melhor avaliação dos estrangeiros que estiveram no Brasil durante a Copa, com 93,2% de aprovação”, disse.

Museu do Café

O centro histórico de Santos, no litoral paulista, abriga o Museu do Café, onde o turista tem acesso a fotografias, objetos e documentos que mostram como a evolução da cafeicultura e o desenvolvimento do País estão intimamente ligados. O acervo permite ao visitante uma viagem ao passado, começando com a chegada das primeiras mudas da planta ao Brasil, passando pela mecanização das plantações e a chegada dos imigrantes japoneses e europeus para o trabalho nas lavouras.

Cerca de 20 mil pessoas visitam mensalmente o acervo, instalado no edifício da antiga Bolsa Oficial de Café, onde eram realizadas as negociações que determinavam as cotações diárias das sacas de café na época. Inaugurado em 1922, como parte das comemorações do centenário da independência do Brasil, o prédio se tornou um dos símbolos maiores da riqueza dos negócios do café e um dos cartões-postais mais conhecidos da cidade de Santos.

Após a visita ao museu, o visitante pode fazer uma pausa para o cafezinho na Cafeteria do Museu, que possui em seu cardápio diversas opções de bebidas que têm o café como principal ingrediente. Além disso, conta com grande variedade de grãos, produzidos em diferentes regiões do Brasil, à disposição dos visitantes para consumir na hora ou levar para casa.

De acordo com o estudo da Demanda Turística Internacional de 2012, do Ministério do Turismo, 10,6% dos estrangeiros que vieram ao País motivados por lazer tem a cultura brasileira como o principal interesse da viagem. Para a pasta, o turismo cultural valoriza os bens materiais e imateriais e registram a memória e identidade do País.

Serviço:

Rota do Café (PR): inclui 34 empreendimentos em nove municípios na região norte do Paraná. Para adquirir o pacote, o turista deve procurar uma das agências de turismo credenciadas: www.rotadocafe.tur.br. Entre 10 de novembro a 7 de dezembro, a região também receberá o 4º Festival de Gastronomia, Cultura e Lazer do Café – Fest Café, com diversos pratos doces e salgados elaborados com o grão.

Museu do Café (SP): localizado na rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça a sábado das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Entre os meses de novembro e março, o Museu abre também às segundas-feiras, das 9h às 17h. Os ingressos para visitação custam R$ 5,00. Estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. A Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado, das 9h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h.


Já pensou em fazer carreira militar?

As Forças Armadas Brasileiras não são compostas apenas por militares originários do serviço militar obrigatório. É possível ingressar no Exército, Marinha ou Aeronáutica e seguir carreira nos níveis escolares fundamental, médio ou superior e em diversas áreas de atuação, como medicina, comunicação e engenharia, entre outras.

Cada uma das Forças Armadas possui peculiaridades no processo de seleção, porém, homens e mulheres têm a possibilidade de ingressar no serviço militar a partir da adolescência, mediante aprovação em concurso público, de âmbito nacional, em alguma das Escolas de Formação específicas de cada Força.

A situação do jovem que presta o serviço militar obrigatório, cumprindo o que determina a Lei do Serviço Militar, é diferente da situação do jovem que se inscreve para prestar concurso para uma das Escolas da Força. O primeiro, por força da lei, permanece em alguma das Forças Armadas por um período temporário de no máximo oito anos, diferentemente do jovem aprovado em concurso, que poderá seguir a carreira das Armas e permanecerá na Força até passar para a Reserva Remunerada (uma espécie de aposentadoria militar).



*blogsbrasil.com - todos os direitos reservados.