Blog de Notícias de UCHOA








Cabo Bruno mata 50 e morre com 20 tiros

Cabo Bruno nasceu em Uchoa (SP), em 18 de novembro de 1958, e, segundo o "NP", ingressou na Polícia Militar em novembro de 1978, no mesmo mês em que completara 20 anos de idade. Homem de várias prisões e fugas, ele foi destaque em dezenas de edições ...

Amparo 60 leva obras de 20 artistas e bolo de rolo para a SP-Arte

Lúcia Costa Santos, da Amparo 60, participará da SP-Arte pela 10ª vez. A maior feira do gênero no Hemisfério Sul ocorre de 9 a 12 deste mês, no Pavilhão do Ibirapuera, em São Paulo. É a única pernambucana entre as 141 galerias de arte moderna e ...

Alagoagrandense fica em 5º lugar em no Rali do Velho Chico

O piloto Arnaldo Uchoa Filho, de Alagoa Grande, ficou na quinta colocação da categoria Motos-Over 45. Deu Paraíba no pódio da quarta edição do Rali do Velho Chico. E em duas categorias, os paraibanos …

Blog Social1 do NE10

Os seguidores lastimaram: “Ai pena que hoje é 1 º de abril”, escreveu uma internauta. Lúcia Costa Santos, da Amparo 60, participará da SP-Arte pela 10ª vez. A maior feira do gênero no Hemisfério Sul ocorre de 9 a 12 deste mês, no Pavilhão do ...

Paraibanos ficam em 1º lugar em duas categorias do Rali do Velho Chico

O piloto Arnaldo Uchoa Filho, de Alagoa Grande, ficou na quinta colocação da categoria Motos-Over 45. Deu Paraíba no pódio da quarta edição do Rali do Velho Chico. E em duas categorias, os paraibanos …

Veja as mortes e missas publicadas nesta terça-feira

Guedala. Paulo Fernando de Sá Alcântara - Hoje (31/3), às 17h, na igreja Santa Rita de Cássia, r. D. Inácia Uchoa, 106, Vila Mariana. Pádua Madi - Hoje (31/3), às 17h30, na ig. N. Sra. do Carmo da Aclimação, rua Bráz Cubas, 163, Aclimação.< /li>


Vereadores querem discutir impactos ambientais em audiência pública

A realização da audiência foi solicitada no periodo de sessão plenária desta terça-feira (31) Imperatriz – Os vereadores  Alberto de Sousa (PP) e Fidelis Rodrigues Uchoa (PRB) solicitaram a realização de u…

UCHOA, ANIVERSARIANTE DO DIA 28 DE MARÇO.

Data de 1890, com o desmembramento judicial e loteamento de duas enormes Fazendas, a Palmeiras e a São Domingos ou Moraes, a ocupação, por migrantes Mineiros, do território que se tornaria o Município…< /li>


COMPETIDOR DE JACI-SP VENCE EM UCHOA-SP ETAPA TOP TEAM CUP

O competidor Bertolino de Souza Santos de Jaci-SP foi o grande campeão da primeira etapa do Top Team Cup realizada em Uchoa-SP. O peão parou no touro "Bicho do Mato" do proprietário João Ribas e ating…

Prisão de diretor da Galvão deixa Gleisi em pânico, diz blogueiro

A senadora petista Gleisi Helena Hoffmann, do Paraná, parece viver um contínuo inferno astral. Acreditando que o pior do maremoto de lama que a atinge, assim como ao PT, já havia passado, Gleisi decid…

Câmara de Mulungu, aprova CPI da Saúde Pública contra prefeito Sávio Uchoa

Câmara aprova CPI da Saúde Pública contra prefeito Sávio Uchoa. A Câmara de Vereadores de Mulungu aprovou na sessão extraordinária desta quarta-feira (25) uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) d…

Alerta do Google - Pesquisa em Marketing

Pesquisa em Marketing Atualização assim que acontece ⋅ 16 de março de 2015 WEB TRABALHO DE PESQUISA DE MARKETING Trabalhos Feitos TRABALHO DE PESQUISA DE MARKETING PROFESSOR…

Palmeiras vence o Bragantino no Allianz Parque em noite de homenagens às mulheres

Na noite deste sábado (07) o Palmeiras enfrentou o Bragantino pela 8ª rodada do Campeonato Paulista, no Allianz Parque. A partida começou equilibrada, mas o Verdão foi mostrando sua superioridade ao l…

Últimas notícias de UCHOA SP:

 Veja as mortes e missas publicadas nesta terça-feira Guedala. Paulo Fernando de Sá Alcântara - Hoje (31/3), às 17h, na igreja Santa Rita de Cássia, r. D. Inácia Uchoa, 106, Vila Mariana. Pádua Madi - Hoje (31/3), às 17h30, na ig. N. Sra. do Carmo da Aclimação, rua Bráz Cubas, 163, Aclimação.< /li>

Peões de MS se destacam em rodeio no interior paulista Os peões de Três Lagoas Rodrigo Costa Campos e Guilherme Dias Prado ficaram em segundo e terceiro lugar do Rodeio de Uchoa-SP, na etapa Top Team Cup, e trouxeram a premiação em dinheiro para casa. O evento na localidade paulista reuniu mais de 5 mil ...

UCHOA SP tspan:3m UCHOA SP


Com greve dos garis, acúmulo de lixo aumenta em 130 localidades de São Paulo Entre o lixo, havia móveis, eletrodomésticos, telha, madeira e alimentos em decomposiçã o. Segundo Andreia Uchoa, proprietária de um restaurante, o montante de lixo no local é tão grande que frequentemente consegue fechar metade da rua. “A gente tem ...

Antes de duelo com o Timão, Braga se concentra em resort de ídolo da Fiel Primeiro, a delegação se dirigiu ao Estádio Nabi Abi Chedid para treinar e, depois, foi ao Resort Sport Atibaia, centro de treinamentos do ex-jogador Marcelinho Carioca em Atibaia (SP). Lá, a equipe fica concentrada até minutos antes do jogo.

Rio 2016: cariocas vão ganhar sete mil pontos Wi-Fi com 'projeto smart' A localidade do Rio de Janeiro vai receber inovações tecnológicas, com uma base de redes, a fim de conectar a comunidade para as Olimpíadas de 2016. A Cisco, empresa dedicada a Internet das coisas, é a responsável pelo projeto que vai tornar o município ...

Alcione e Altemar Dutra Jr. são atrações de destaque no fim de semana; confira Nesta sexta-feira tem o Deejay Barão (SP/AL), tocando um especial black music, a partir das 20h. Nesta sexta, o Fidel conta com a música ao vivo da banda Expresso Latino, para uma noite de muita música latina ao som de cumbias, salsa e merengue ...

Paulistão: Mesmo lesionado, Lauro volta ao gol do Bragantino Bragança Paulista, SP, 25 (AFI) - Nada é tão ruim que não possa piorar. Acumulando três derrotas seguidas e cada vez mais perto do rebaixamento para a Série A2 do Campeonato Paulista, o Bragantino terá que escalar na partida desta quinta-feira ...





Siga-nos e receba notícias e assuntos de interesse das cidades

Orientação para quem sofre de dores de garganta em UCHOA

A amigdalite, doença inflamatória que pode ser causada por vírus e bactéria, atinge a região da amígdala e garganta, ocasionando placas de pus.

O problema aparece com frequência na infância e juventude, sendo o inchaço, dor e vermelhidão dos gânglios do pescoço, febre e mau hálito os sintomas mais comuns.

O tratamento deve ser indicado por profissional de saúde, após avaliar o paciente. Em casos de inflamação causada por vírus, que atinge amígdalas e faringe, a indicação medicamentosa é de antiinflamatórios não hormonais. Na amigdalite bacteriana é necessário o uso de antibióticos, que devem ser utilizados durante período indicado pelo médico, além de medicações de suporte, como dipirona e paracetamol, para controle de dor e febre.

Quando o paciente que não segue corretamente as indicações médicas se automedica ou suspende o tratamento antes do tempo determinado, no caso de amidalite bacteriana, corre risco de ter quadro agravado para febre reumática. Esta é uma doença inflamatória autoimune, e nefrite, nome dado à inflamação nos rins, porque a bactéria não foi totalmente eliminada e pode se alojar em outras partes do corpo.

“Quando o paciente não realiza o tratamento da amigdalite de forma correta e apresenta quadro de recidiva, doenças autoimunes podem eventualmente ter sua frequência aumentada. A febre reumática é uma das mais comuns, embora atualmente com melhor acesso ao sistema de saúde e a antibióticos, a frequência de febre reumática caiu drasticamente”, explica o otorrinolaringologista do Hospital de Clínicas da Unicamp, Arthur Castilho.

Barreira

A amígdala tem como função ser a primeira barreira do corpo contra micróbios agressores. No entanto, quando as amigdalites aparecem com muita frequência e não respondem ao tratamento clínico, o paciente recebe indicação médica para a retirada da glândula, que fica na região palatal, nos dois lados da garganta. “A cirurgia da remoção das amigdalas pode ser realizada em duas situações: obstrução das vias aéreas e infecções de repetição”, ressalta o médico Arthur Castilho.

De 2010 a 2014, o Sistema Único de Saúde realizou mais de 200 mil cirurgias de retirada de amigdala. O procedimento é feito na maioria das vezes acompanhado da retirada da adenoide, carne do nariz com textura esponjosa que tem função parecida com as amígdalas. Do total de amigdalectomia e adenoidectomia, 97% foram realizadas em jovens de 0 a 19 anos.

O consultor de eventos Diego Cardoso, de 29 anos, realizou há três anos a cirurgia de amigdalectomia e adenoidectomia. “Eu tinha amidalites praticamente três vezes ao ano. Eu tomava antibiótico, melhorava por um tempo e depois voltava com toda a força. Depois da cirurgia, eu nunca mais tive problemas de garganta”, conta.

Para evitar crises de amidalite, o paciente deve evitar contato com cigarro, ambientes com ventiladores e ar-condicionado, que ressecam as mucosas e diminuem a resistência das glândulas. Além de seguir corretamente o tempo de tratamento da doença, o paciente não deve se automedicar, o que evita o surgimento de bactérias mais resistentes. [33]




Trabalho em UCHOA. Como fica o meu plano de saúde se for demitido?

Permanecer com o plano de saúde oferecido pela empresa após ser demitido, ainda que tenha que pagar por ele, pode representar um benefício significativo, principalmente considerando o fato de que firmar um contrato de plano de saúde individual tem se tornado uma tarefa cada vez mais difícil. Muitas operadoras colocam empecilhos para quem procura um plano apenas para si.

O artigo 30 da lei número 9656/98, que rege o assunto, prevê que no caso de rescisão ou exoneração do contrato de trabalho sem justa causa, “é assegurado o direito de manter sua condição de beneficiário, nas mesmas condições de cobertura assistencial de que gozava quando da vigência do contrato de trabalho, desde que assuma seu pagamento integral”, diz um trecho da lei.

Mas, para que o ex-funcionário possa manter este benefício, ele precisa ter contribuído, total ou parcialmente, com o plano de saúde empresarial, explica a advogada Camila de Oliveira Santos, do escritório Maluf e Moreno Advogados Associados. “O empregado deve informar o interesse de permanecer com o plano, no prazo máximo de 30 dias após a formalização da dispensa”, diz Camila. E cabe à empregadora comunicar ao trabalhador a existência dessa possibilidade.

Em relação ao período de permanência após a rescisão do contrato, a lei obriga as empresas a manter os ex-funcionários por um prazo de até dois anos. O tempo de permanência previsto na legislação é equivalente a um terço do período que o funcionário permaneceu na organização. “Entretanto, existe um prazo mínimo (que é de seis meses) e máximo (24 meses) de permanência”, sinaliza Camila. Logo, mesmo o trabalhador que tiver ficado pouco tempo na organização terá direito a no mínimo meio ano de cobertura. Contudo, o benefício cessa caso o trabalhador obtenha novo emprego que lhe forneça outro plano de saúde.

Camila explica ainda que a lei também se aplica a quem se aposenta. Nesses casos, quem possui um plano de saúde por um período igual ou superior a dez anos tem direito a permanecer com o benefício nos mesmos moldes por prazo indeterminado, desde que assuma o pagamento integral do plano. Já quem está no plano há menos de dez anos pode estender o benefício pelo prazo equivalente ao que permaneceu nele.

Impactos para as empresas

Ainda que as organizações não sejam obrigadas a custear qualquer valor para o ex-funcionário que escolhe a extensão do benefício, , essa opção pode ter reflexos no valor do contrato que as empresas mantêm com as operadoras de planos de saúde empresarial. Isso porque esses contratos, geralmente, possuem cláusula de sinistralidade, ou seja, o contrato prevê uma margem de utilização. “Por mais que o ex-funcionário passe a pagar pelo plano, ele continua a integrar a apólice da empresa, o que pode contribuir para que a margem de utilização seja ultrapassada”, explica Camila. Segundo ela, no momento de renovar o contrato, as operadoras costumam reajustar o valor em até 100% por causa da cota excedida.

A desvantagem iminente tem feito algumas empresas estudarem formas de efetuar mudanças nos desenhos de seus planos, a fim de evitar a obrigatoriedade de estendê-los para seus ex-empregados. É o que mostra um estudo feito pela consultoria Watson Wyatt, com cerca de 170 empresas de diferentes portes e segmentos.

Segundo a pesquisa, mais de 60% das empresas estão condicionadas à lei. Desse total, 13% afirmam já ter tomado providências para não precisarem mais beneficiar quem não integra seu quadro. Elas alegam que o custo criado pelos inativos não é corretamente avaliado para fins contábeis, especialmente quando ele está na mesma apólice dos ativos, o que ocorre em 76% dos casos.

Além dos impactos na sinistralidade do contrato, essa situação pode implicar em subsídio indireto da empresa e dos empregados ativos, uma vez que a tendência é que os participantes de idade mais avançada criem despesas mais elevadas. Dentre as pesquisadas, 29% já precisaram assumir parte dos custos do plano médico dos inativos e pelo menos 5% sofreram ações judiciais por conta dos valores cobrados, uma vez que estes números costumam ser superiores aos debitados do trabalhador enquanto estava na empresa.

Fonte: www.canalrh.com.br - Por: Leandro Fernandes

www.senado.gov.br/senado/portaldoservidor/jornal/jornal92/economia_plano_saude.aspx [0]



Amparo 60 leva obras de 20 artistas e bolo de rolo para a SP-Arte


Lúcia Costa Santos, da Amparo 60, participará da SP-Arte pela 10ª vez. A maior feira do gênero no Hemisfério Sul ocorre de 9 a 12 deste mês, no Pavilhão do Ibirapuera, em São Paulo. É a única pernambucana entre as 141 galerias de arte moderna e ...



Blog Social1 do NE10


Os seguidores lastimaram: “Ai pena que hoje é 1 º de abril”, escreveu uma internauta. Lúcia Costa Santos, da Amparo 60, participará da SP-Arte pela 10ª vez. A maior feira do gênero no Hemisfério Sul ocorre de 9 a 12 deste mês, no Pavilhão do ...
Veja as mortes e missas publicadas nesta terça-feira Guedala. Paulo Fernando de Sá Alcântara - Hoje (31/3), às 17h, na igreja Santa Rita de Cássia, r. D. Inácia Uchoa, 106, Vila Mariana. Pádua Madi - Hoje (31/3), às 17h30, na ig. N. Sra. do Carmo da Aclimação, rua Bráz Cubas, 163, Aclimação.< /li>
Peões de MS se destacam em rodeio no interior paulista Os peões de Três Lagoas Rodrigo Costa Campos e Guilherme Dias Prado ficaram em segundo e terceiro lugar do Rodeio de Uchoa-SP, na etapa Top Team Cup, e trouxeram a premiação em dinheiro para casa. O evento na localidade paulista reuniu mais de 5 mil ...
Com greve dos garis, acúmulo de lixo aumenta em 130 localidades de São Paulo Entre o lixo, havia móveis, eletrodomésticos, telha, madeira e alimentos em decomposiçã o. Segundo Andreia Uchoa, proprietária de um restaurante, o montante de lixo no local é tão grande que frequentemente consegue fechar metade da rua. “A gente tem ...
Antes de duelo com o Timão, Braga se concentra em resort de ídolo da Fiel Primeiro, a delegação se dirigiu ao Estádio Nabi Abi Chedid para treinar e, depois, foi ao Resort Sport Atibaia, centro de treinamentos do ex-jogador Marcelinho Carioca em Atibaia (SP). Lá, a equipe fica concentrada até minutos antes do jogo.

Uma grande mudança no setor de embalagens. Como isso afeta UCHOA ?

Por: Cristina Ávila - Edição: Vicente Tardin

A análise jurídica do texto do acordo setorial para a implantação do sistema de logística reversa de "embalagens em geral" deverá estar pronta nos próximos dias, e em seguida seguirá para o chamado “grupo de coalizão”, como se autodenominam as 22 associações que representam comércio, indústria e distribuidores de produtos domésticos, como alimentos e bebidas. O setor deverá voltar a discutir a redação ainda em fevereiro.

“Essa nova discussão será muito importante para finalizar esse acordo setorial. Os próximos dias serão decisivos para as negociações com os setores que devem cumprir a logística reversa”, acentua a diretora de Ambiente Urbano do MMA, Zilda Veloso.

O texto do acordo foi submetido à consulta pública, entre 15 de setembro e 15 de outubro do ano passado, e foram recebidas mais de 900 sugestões de alterações. A intensa participação trouxe opiniões de representantes de municípios, recicladores, órgãos ambientais e sociedade civil.

“Essencialmente, o Ministério do Meio Ambiente media as negociações para que seja feita a separação de materiais seco e orgânico, a redução de resíduos e o encaminhamento de embalagens para o mercado de reciclagem”, explica Zilda.

Atingir essa meta é um bom negócio em todos os sentidos. A diretora comenta que no Brasil cerca de 50% do descarte é lixo orgânico, 35% lixo seco e os outros 15% são outros materiais, incluindo os rejeitos (que não têm possibilidade de reciclagem, ou por questões técnicas ou econômicas de cada região). Do lixo seco, cerca de 70% são embalagens.

SUCESSO

Esse será o terceiro acordo setorial definido entre as cinco cadeias produtivas que serão responsáveis pela logística reversa prevista pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10). As cinco cadeias foram definidas pelo Comitê Orientador da Logística Reversa (Cori), composto pelos Ministérios do Meio Ambiente, Fazenda, Indústria e Comércio, Saúde e Agricultura.

No ano passado, o setor privado assinou contrato para a destinação de lâmpadas. E o acordo para o correto descarte de embalagens de lubrificantes já está funcionando na prática. Em 2005, o setor criou uma entidade gestora, que cresceu e se transformou no Instituto Jogue Limpo. Hoje presente em 14 estados e no Distrito Federal, já supera 330 milhões de embalagens encaminhadas para reciclagem.

PRÓXIMOS PASSOS

As expectativas a partir de agora serão os acordos dos setores de medicamentos e de eletroeletrônicos. Importadores, fabricantes e o comércio varejista de remédios estão em negociação e devem apresentar propostas no início deste ano. E o setor de eletroeletrônicos apresentou reivindicações que ainda estão sendo analisadas.

“Depois que concluirmos esses acordos, passaremos a rever os acordos que foram feitas por outras cadeias produtivas, antes da Lei 12.305”, afirma Zilda Veloso. Ela se refere aos setores de agrotóxicos, pneus, lubrificantes, pilhas e baterias.

A diretora de Ambiente Urbano comenta que o setor de agrotóxicos consegue recolher mais de 94% das embalagens que são colocadas pela indústria no comércio. Fato que ela considera inédito no mundo. A “Lei dos Agrotóxicos” (Lei 7.802/89) foi sancionada em 1989, e em 2000 foi alterada para incluir a obrigação de reciclagem de embalagens. Até então os agricultores enterravam, queimavam, jogavam nos rios ou nas lavouras, com riscos para o meio ambiente e para a saúde.[12]


Campanha do governo para melhorar a cidade de UCHOA

Uma cidade resiliente é aquela que tem a capacidade de resistir, absorver e se recuperar de forma eficiente dos efeitos de um desastre e de maneira organizada prevenir que vidas e bens sejam perdidos.

O lançamento no Brasil da Campanha Construindo Cidades Resilientes: Minha Cidade está se Preparando, da Estratégia Internacional para a Redução de Desastres (EIRD), da Organização das Nações Unidas (ONU), é uma iniciativa da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, e pretende sensibilizar governos e cidadãos para os benefícios de se reduzir os riscos por meio da implementação de 10 passos para construir cidades resilientes.

Conscientes de que o município é quem realiza a primeira resposta em situações de crises e emergências, é fundamental que os governos locais e a sociedade civil organizada unam esforços, integrem todos os setores da sociedade e desenvolvam soluções inovadoras que engajem suas cidades na redução das vulnerabilidades. Para isso, é necessário que o município se reconheça como público alvo e agente promotor e realizador da Campanha.

O objetivo da ação é aumentar o grau de consciência e compromisso em torno das práticas de desenvolvimento sustentável, como forma de diminuir as vulnerabilidades e propiciar o bem estar e segurança dos cidadãos.

A redução de riscos de desastres ajuda na diminuição da pobreza, favorece a geração de empregos e oportunidades comerciais, a igualdade social, ecossistemas mais equilibrados e ainda atua nas melhorias das políticas de saúde e de educação.

PARTICIPE

Como Cidade Modelo

Sua cidade já atingiu grandes conquistas em direção à resiliência? Sua gestão pública e seus cidadãos estão dispostos a integrar o portfõlio de cidades resilientes e mostrar boas práticas em pelo menos cinco dos dez passos da campanha? Como governante você está disposto a dar oportunidade para que outros governos locais aprendam com sua experiência? Torne-se uma Cidade Modelo e compartilhe seu sucesso com o mundo. As Cidades Modelo ganharão destaque na campanha, e certamente favorecerão investimentos internos e externos num futuro prõximo.

Como Cidade Resiliente

Se você é um gestor público que está iniciando o trabalho em redução de risco em seu município, investindo no planejamento e na gestão de risco local, assuma o compromisso de ampliar a resiliência e segurança frente a desastres e faça parte da campanha.

Se você integra um grupo comunitário, ONG ou membro de outra organização em seu município e deseja apoiar a campanha, comprometa-se como os objetivos da campanha trabalhando com o governo local para aumentar a resiliência a desastres em sua cidade.

Como Patrono de Cidade Modelo

Como representante de uma cidade resiliente você pode nomear um líder comunitário, prefeito, governador ou outra figura influente de sua localidade que esteja disposto a participar da campanha para encorajar e apoiar outros municípios.

Como Participar

Formulário de Inscrição - Cidades Participantes

10 PASSOS

A campanha propõe uma lista de passos essenciais para construção de cidades resilientes que podem ser implantados por prefeitos e gestores públicos locais. A lista origina-se das cinco prioridades do Marco de Ação de Hyogo, um instrumento chave para ações de redução de riscos de desastres. Alcançando todos, ou mesmo alguns dos dez passos, as cidades passarão a adotar uma postura resiliente. Estruture seu Conselho Municipal e, junto aos gestores públicos locais, participe agora mesmo da Campanha!

1. Estabeleça mecanismos de organização e coordenação de ações com base na participação de comunidades e sociedade civil organizada, por meio, por exemplo, do estabelecimento de alianças locais. Incentive que os diversos segmentos sociais compreendam seu papel na construção de cidades mais seguras com vistas à redução de riscos e preparação para situações de desastres.

2. Elabore documentos de orientação para redução do risco de desastres e ofereça incentivos aos moradores de áreas de risco: famílias de baixa renda, comunidades, comércio e setor público, para que invistam na redução dos riscos que enfrentam.

3. Mantenha informação atualizada sobre as ameaças e vulnerabilidades de sua cidade; conduza avaliações de risco e as utilize como base para os planos e processos decisõrios relativos ao desenvolvimento urbano. Garanta que os cidadãos de sua cidade tenham acesso à informação e aos planos para resiliência, criando espaço para discutir sobre os mesmos.

4. Invista e mantenha uma infraestrutura para redução de risco, com enfoque estrutural, como por exemplo, obras de drenagens para evitar inundações; e, conforme necessário invista em ações de adaptação às mudanças climáticas.

5. Avalie a segurança de todas as escolas e postos de saúde de sua cidade, e modernize-os se necessário.

6. Aplique e faça cumprir regulamentos sobre construção e princípios para planejamento do uso e ocupação do solo. Identifique áreas seguras para os cidadãos de baixa renda e, quando possível, modernize os assentamentos informais.

7. Invista na criação de programas educativos e de capacitação sobre a redução de riscos de desastres, tanto nas escolas como nas comunidades locais.

8. Proteja os ecossistemas e as zonas naturais para atenuar alagamentos, inundações, e outras ameaças às quais sua cidade seja vulnerável. Adapte-se às mudanças climáticas recorrendo a boas práticas de redução de risco.

9. Instale sistemas de alerta e desenvolva capacitações para gestão de emergências em sua cidade, realizando, com regularidade, simulados para preparação do público em geral, nos quais participem todos os habitantes.

10. Depois de qualquer desastre, vele para que as necessidades dos sobreviventes sejam atendidas e se concentrem nos esforços de reconstrução. Garanta o apoio necessário à população afetada e suas organizações comunitárias, incluindo a reconstrução de suas residências e seus meios de sustento.

Idéias para o alcance dos 10 passos

Convencer

Aumentar o grau de compromisso com a urbanização sustentável, a qual reduzirá o risco de desastres em todas as esferas governamentais e contribuirá para todos os níveis da tomada de decisões.

Como?

Ao organizar mesas redondas e promover diálogos sobre políticas entre as autoridades nacionais e locais em fõruns nacionais, regionais e internacionais, emcabezados por prefeitos, com o propõsito de obter "pactos" nacionais e locais de compromisso.

Estabelecer conexões

Estabelecer alianças de trabalho entre as autoridades locais e nacionais, junto com atores locais , os grupos da sociedade civil, o setor acedêmico e as organizações de especialistas.

Como?

Ao criar iniciativas duradouras de colaboração entre os diferentes atores em um marco de uma "Aliança de Governos Locais para a Redução do Risco de Desastres" e mediante plataformas e grupos regionais de trabalho.

Informar

Incrementar o grau de consciência sobre o risco de desastres urbanos e informar as pessoas sobre a maneira que os governos locais e cidadãos podem abordar o risco como parte do planejamento de desenvolvimento, a construção de escolas e hospitais mais seguros e o fortalecimento dos serviços que prestam os governos locais.

Como?

Ao organizar reuniões públicas, iniciar diálogos, promover simulados e outras atividades locais, levar a frente atividades de grande notoriedade e fazer participantes os meios de comunicação, comprometer-se com escolas e hospitais seguros (o sistema de compromisso em linha) e planejar outras atividades de sensibilização pública.

Aprender

Aumentar o grau de conhecimento e melhorar o acesso as ferramentas, a tecnología e oportunidades para o desenvolvimento de capacidades para os governos e atores locais

Como?

Ao desenvolver, em colaboração com pesquisadores, profissionais, centros de capacitação e cidades que servem como modelos exemplares, um "Marco de Hyogo" para as autoridades, mediante um processo de aprendizagem, capacitação, cooperação técnica e orientação de cidade a cidade sobre a forma de executar áreas específicas do MAH no âmbito local.

Medir o progresso

Comunicar o progresso e o êxito alcançado pelos governos locais na consecução dos Dez Passos para a Resiliência das Cidades

Como?

Ao formar parte da geração de informes globais sobre a execução do MAH e ao recompilar e compartir boas práticas e experiências. [31]



*blogsbrasil.com - todos os direitos reservados. Selecionamos as principais notícias da cidade de UCHOA SP. Os acontecimentos políticos, acidentes de trânsito nas rodovias, fatos do centro, dos bairros e do interior. Pesquisamos também os jornais locais e as redes sociais, bem como o site da prefeitura. O trabalho jornalístico consiste em captação e tratamento escrito, oral, visual ou gráfico, da informação em qualquer uma de suas formas e variedades. O trabalho é normalmente dividido em quatro etapas distintas, cada qual com suas funções e particularidades: pauta, apuração, redação e edição.A pauta é a seleção dos assuntos que serão abordados. É a etapa de escolha sobre quais indícios ou sugestões devem ser considerados para a publicação final. A apuração é o processo de averiguar informação em estado bruto (dados, nomes, números etc.). A apuração é feita com documentos e pessoas que fornecem informações, chamadas de fontes. A interação de jornalistas com suas fontes envolve freqüentemente questões de confidencialidade.A redação é o tratamento das informações apuradas em forma de texto verbal. Pode resultar num texto para ser impresso (em jornais, revistas e sites) ou lido em voz alta (no rádio, na TV e no cinema). A edição é a finalização do material redigido em produto de comunicação, hierarquizando e coordenando o conteúdo de informações na forma final em que será apresentado. Muitas vezes, é a edição que confere sentido geral às informações coletadas nas etapas anteriores. No jornalismo impresso (jornais e revistas), a edição consiste em revisar e cortar textos de acordo com o espaço de impressão pré-definido. A diagramação é a disposição gráfica do conteúdo e faz parte da edição de impressos. No radiojornalismo, editar significa cortar e justapor trechos sonoros junto a textos de locução, o que no telejornalismo ganha o adicional da edição de imagens em movimento. Tags: Últimas Notícias, UCHOA SP, Cidade, Interior, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado, Domingo, Carro, Eleições, Crime, Estrada, Rodovia, Acesso, Greve, Eleições, Festa, Granizo, Chuva, Enchente,Aniversário, Prêmio, Mês, Fim de Semana, Hoje, Ontem, Anteontem, Hora, Pouco Tempo, Agora, Mulher, Homem, Família, Criança, Portal,Pessoas, Como saber, Site, Blog, Diário,Protesto,Inauguração, Cassação, Cassado, Show, Apresentação, Espetáculo, Fotos, Vídeos, Imagens, Previsão, Caminhão, Vítimas, Situação, Oposição, Eleições, Enquete, Votos, Apuração, Trânsito, Operação, PF, Delegacia, Praia, Localidade, Animais, Ver Fotos, NEWS LATEST LOCAL NEWSPAPPER.