Blog de Notícias de PORTO CALVO








Penedo sedia 1º Fórum de Arqueologia em Alagoas

municípios de Porto de Pedras e Porto Calvo, no estado de Alagoas – Diagnóstico e avaliação do potencial arqueológico da área: Da cartografia à Materialidade. 15h00 – 15h20: Coffee Break 15h20 – 16h00: Dr. Marcos Albuquerque (LA/UFPE); Dra.

União dos Palmares

Com a descoberta, Porto Calvo pode tornar-se a maior referência da ocupação holandesa no Brasil. O superintendente do Iphan em Alagoas, Mário Aloísio, destacou o que o órgão pretende realizar. “Vamos começar a trabalhar a restauração ...

CONHECENDO ALAGOAS NA VISÃO DE MJ

"Final de semana, hora de descansar, então convido-os a fazer um tour em Alagoas. Apresento a vocês um pouco da localidade que me fez nascer em berço num pedacinho do Brasil: Porto de Pedras, e sua histór…

1° Fórum de Arqueologia segue nesta quinta (26) debatendo período holândes em Alagoas

Evento também busca traçar ações turísticas de fomento para Penedo e Porto Calvo, Litoral Sul e Norte Teve início nesta quarta-feira (25) e segue nesta quinta (26), o 1° Fórum de Arqueologia em Alagoas: Período Ibérico-Holâ ndes, sediado em ...

INQUÉRITO CIVIL

Diante de informações veiculadas no periódico Gazeta de Alagoas, edição do dia 04 de março de 2015, dando conta de que o município de Porto Calvo vem arcando com o aluguel de um prédio para funcioname…

Fórum debate arqueologia dos municípios históricos de Alagoas

Durante o Fórum foram apresentadas as pesquisas realizadas pelo Iphan sobre o tratamento arqueológico para as fortificaçõ es militares no Estado, em particular os de Porto Calvo e Penedo. "Alagoas tem um grande potencial arqueológico e uma história ...

FC Porto tenta goleador que só é batido por Messi em 2015; Felipe Anderson bisa pela Lazio; Joaquin dá espectáculo na reviravolta da Fiorentina

Mesmo com Aboubakar, Paciência, Adrián, André Silva e os emprestados Kléber e Ghilas, é natural que os azuis e brancos contratem mais um avançado caso Jackson seja vendido no final da época, como é de…

As 11 estradas mais incríveis do Brasil

Descubra os caminhos que percorrem os melhores cenários pelo País e pé na estradaApenas 10% dos pouco mais de 1,7 milhões de quilômetros de estradas brasileiras são pavimentadas, segundo dados do De…

DE OLHO EM BRASÍLIA: INFORMATIVO DO DEPUTADO MARX BELTRÃO

Fonte: assessoria do Deputado Hoje de manhã participei do evento de abertura dos trabalhos da Frente Parlamentar Mista pela Valorização das Universidades Federais, um relevante fórum de discussão de …

Trabalhadores sem-terra bloqueiam diversos trechos de rodovias em AL

Manifestantes exigem suspensão de ordens de despejo. Bloqueios causam congestionamento em vários trechos no estado. …

Rodovias alagoanas são bloqueadas por trabalhadores sem terra

Já foram bloqueados trechos das rodovias em Joaquim Gomes, Flexeiras, Messias, Atalaia, Murici e Porto Calvo Por Cada Minuto  Integrantes do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) in ter…

5 DE MARÇO DE 2015 - SEXTA-FEIRA

DIA   &nbs p;  C I N C O        D E        M A R Ç O       D E       2015   &nb sp; -     QUINTA- FEIRA. 78 anos, dois meses e 6 dias de idade.Início de minhas memórias – 9 de Julho de 1950DIA 239º DO ANO 65º - MÊS 8º…

Conheça 10 mulheres Potiguares que fizeram história

Publicado em 4 de março de 2015 por grupodiversidadepotiguar No estado do RN os movimentos feministas sempre estiveram a frente do resto do país. Aqui a mulher conquistou primeiro o dire…

Últimas notícias de PORTO CALVO AL:

 Fórum debate arqueologia dos municípios históricos de Alagoas Durante o Fórum foram apresentadas as pesquisas realizadas pelo Iphan sobre o tratamento arqueológico para as fortificaçõ es militares no Estado, em particular os de Porto Calvo e Penedo. "Alagoas tem um grande potencial arqueológico e uma história ...

integracao@gazetaweb.com< /a> Um dos pontos mais perigosos está entre Porto Calvo e Japaratinga, na rodovia 105, onde uma grande cratera ameaça “engolir” a pista e oferece perigos aos veículos que circulam pelo local. Já na AL-101 Norte, no trecho entre Maragogi e a divisa com ...

PORTO CALVO AL tspan:3m PORTO CALVO AL


Penedo sedia fórum de arqueologia sobre presença holandesa em Alagoas A região das Alagoas, parte da então capitania de Pernambuco, foi cenário no século XVII de movimentaçõ es de tropas, de batalhas e de fortificaçõ es no periodo de o embate travado entre holandeses e Ibéricos pelo território brasileiro. Em Porto Calvo ...

MP apura denúncia de improbidade contra prefeito de Campestre, AL O Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL) vai investigar uma denúncia de improbidade ... Informações da 1ª Vara da comarca de Porto Calvo afirmam que o chefe do Executivo Municipal de Campestre fez a transferência do imóvel à Edvânia ...

1º Torneio de Dominó em Duplas agita Porto Calvo O 1º Torneio de Dominó em Duplas de Porto Calvo agitou o município do Litoral Norte de Alagoas na noite desta quinta-feira (19). A competição realizada no Centro Comunitário Calabar reuniu 80 competidores divididos em 40 duplas para disputar o ...

Penedo: 1º Fórum de Arqueologia em Alagoas: Período Ibérico/Holandês municípios de Porto de Pedras e Porto Calvo, no estado de Alagoas – Diagnóstico e avaliação do potencial arqueológico da área: Da cartografia à Materialidade. 15h00 – 15h20: Coffee Break 15h20 – 16h00: Dr. Marcos Albuquerque (LA/UFPE); Dra.

Prefeitura de Porto Calvo realiza 1ª edição de Torneio de Dominó O 1º Torneio de Dominó em Duplas promovido pela Prefeitura de Porto Calvo promete agitar a histórica localidade do Litoral Norte de Alagoas na noite desta quinta-feira (19), às 19h. O evento organizado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer acontece no ...





Siga-nos e receba notícias e assuntos de interesse das cidades

Cuidados com a nova conta de luz em PORTO CALVO

Em 2001 o Brasil passou por um racionamento de energia. Quem dava festa era obrigado a alugar gerador para não correr risco de deixar os convidados no escuro. Em noites normais, algumas famílias deixavam de acender lâmpadas, optando por lanternas ou lampiões. Outras aposentaram o chuveiro elétrico e instalaram aquecimento solar.

Catorze anos depois, o fornecimento de energia volta a preocupar. O primeiro alerta veio nas contas de luz. Além de valores mais altos, elas passaram a trazer o sistema de bandeiras tarifárias, que indicam a cobrança ou não de taxa adicional em função das condições da geração de eletricidade no país (leia texto no canto superior direito).

Ontem passou a valer a revisão extraordinária das tarifas, com aumento de 23,4% nas contas de energia, em média. Ao todo, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o reajuste das tarifas de 58 das 63 distribuidoras de energia do país. Para os consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a alta é de 28,7%, na média — 4,5 vezes maior que a aplicada para aqueles que vivem em estados do Norte e Nordeste, que será de 5,5%, também na média.

Essa revisão tarifária extraordinária, que independe dos reajustes anuais, é uma possibilidade prevista nos contratos de concessão das distribuidoras para manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato quando as empresas não têm fôlego financeiro para esperar os aumentos normais.

As hidrelétricas têm obrigação contratual de fornecer uma quantidade definida de energia. Caso não consigam gerar o montante com que se comprometeram, devem comprar a diferença. Com a seca, o custo da energia no mercado de curto prazo subiu muito além do preço final de venda ao consumidor.

— As distribuidoras estão comprando por um preço mais alto e vendendo por um preço mais baixo. O prejuízo é grande — explicou o consultor do Senado para a área de minas e energia Luiz Alberto Bustamante.

Reservatórios

Principal fonte de energia do país, as hidrelétricas existentes estão com os reservatórios muito baixos pela falta de chuvas. E a construção de novas usinas encontrou a resistência de setores da sociedade contrários à inundação de locais tomados pelas águas represadas.

Além disso, os leilões de energia feitos para as distribuidoras atenderem seus clientes não surtiram o efeito desejado. Como consequência, elas precisaram comprar energia cara no mercado de curto prazo, o que reflete na conta de luz.

— O custo é elevado, mas foi baixo durante muito tempo — diz o senador Edison Lobão (PMDB-MA), que foi ministro de Minas e Energia no governo Lula e durante o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff. Para ele, o que está acontecendo é uma readequação dos preços.

Lobão ressalta a importância da Medida Provisória (MP) 579/2013, que tratava da concessão dos serviços de geração, transmissão e distribuição de energia, com o objetivo de reduzir a conta de luz para os consumidores finais. Segundo ele, se a MP não tivesse sido editada na época, a conta para o cidadão estaria hoje muito mais elevada (saiba mais no texto ao lado).

[13]




Como funciona o CONSTRUCARD em PORTO CALVO

O ConstruCard é o financiamento que a Caixa oferece para você adquirir materiais de construção. Você tem de 2 até 6 meses para comprar tudo o que precisar e, durante este período, paga somente os juros dos valores utilizados.

Após o período de compras, você tem até 238 meses para pagar as prestações do financiamento, não podendo a soma total do prazo de utilização e de amortização ultrapassar 240 meses.

Além da facilidade do débito direto em sua conta corrente, você ainda realiza suas compras por meio do cartão de débito personalizado.

Você pode utilizar o ConstruCard para a compra de qualquer tipo de material de construção, além de armários embutidos, piscinas, elevadores, aquecedores solares, aerogeradores e equipamentos de energia fotovoltaica. O financiamento tem duas fases: utilização e amortização.

A primeira fase destina-se à realização das compras do seu material de construção. Durante esse período, que pode variar entre 2 e 6 meses, você paga somente os juros das compras realizadas.

A segunda fase, que pode variar entre 1 e 238 meses, destina-se à amortização do saldo devedor, ou seja, o pagamento mensal das prestações até a quitação do financiamento. Essa fase começa após o término do prazo definido para as compras.

Garantias: aval, alienação fiduciária de bem móvel, caução de depósitos/aplicação financeira ou alienação fiduciária de bem imóvel.

Sistema de amortização: Tabela Price.

O prazo é conforme relacionamento. Para mais informações, consulte a Agência Caixa de sua preferência. [4]



União dos Palmares


Com a descoberta, Porto Calvo pode tornar-se a maior referência da ocupação holandesa no Brasil. O superintendente do Iphan em Alagoas, Mário Aloísio, destacou o que o órgão pretende realizar. “Vamos começar a trabalhar a restauração ...



1° Fórum de Arqueologia segue nesta quinta (26) debatendo período holândes em Alagoas


Evento também busca traçar ações turísticas de fomento para Penedo e Porto Calvo, Litoral Sul e Norte Teve início nesta quarta-feira (25) e segue nesta quinta (26), o 1° Fórum de Arqueologia em Alagoas: Período Ibérico-Holâ ndes, sediado em ...
Fórum debate arqueologia dos municípios históricos de Alagoas Durante o Fórum foram apresentadas as pesquisas realizadas pelo Iphan sobre o tratamento arqueológico para as fortificaçõ es militares no Estado, em particular os de Porto Calvo e Penedo. "Alagoas tem um grande potencial arqueológico e uma história ...
integracao@gazetaweb.com< /a> Um dos pontos mais perigosos está entre Porto Calvo e Japaratinga, na rodovia 105, onde uma grande cratera ameaça “engolir” a pista e oferece perigos aos veículos que circulam pelo local. Já na AL-101 Norte, no trecho entre Maragogi e a divisa com ...
Penedo sedia fórum de arqueologia sobre presença holandesa em Alagoas A região das Alagoas, parte da então capitania de Pernambuco, foi cenário no século XVII de movimentaçõ es de tropas, de batalhas e de fortificaçõ es no periodo de o embate travado entre holandeses e Ibéricos pelo território brasileiro. Em Porto Calvo ...
MP apura denúncia de improbidade contra prefeito de Campestre, AL O Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL) vai investigar uma denúncia de improbidade ... Informações da 1ª Vara da comarca de Porto Calvo afirmam que o chefe do Executivo Municipal de Campestre fez a transferência do imóvel à Edvânia ...

Segurem as calças em PORTO CALVO: Brasil vai sofrer em 2015 a pior crise em 25 anos

De acordo com os números compilados hoje pelo Financial Times, esta foi mais uma semana de indicadores negativos para o Brasil, cuja situação económica "fica mais negra semana após semana".

A altura para a revisão em baixa das expetativas sobre a recessão este ano, de 0,5% para 0,66%, não ajuda a evolução do câmbio do real, acrescenta o jornal, lembrando que a moeda brasileira passou a marca dos 3 reais por dólar na semana passada, e já caiu mais 1,1% hoje para 3,1 reais por dólar, o valor mais negativo dos últimos dez anos e meio.

O real, de resto, é a moeda com o pior desempenho este ano, e caiu em 15 das últimas 18 sessões, ao passo que as ações na bolsa brasileira caíram pelo quarto dia consecutivo, caindo 1,7%, o valor mais baixo das últimas três semanas.

Também nos juros exigidos pelos investidores para negociarem em dívida pública a 10 anos são negativos, sendo "os piores da região", escreve o FT, notando que já vão nos 4,875%.

No domingo, a Bloomberg tinha noticiado que o acesso das empresas brasileiras aos mercados financeiros estava, na prática, congelado há quatro meses, data da última emissão de dívida internacional, refletindo a falta de confiança dos investidores.

De acordo com a agência Bloomberg, a última vez que as empresas brasileiras estiveram quatro meses sem recorrer a financiamento externo aconteceu em 2008, na sequência da implosão do Lehman Brothers, quando o crédito internacional ficou basicamente congelado.

A ausência de empréstimos internacionais é emblemática da maneira como o Brasil se degradou aos olhos dos investidores estrangeiros, na sequência do escândalo financeiro envolvendo as ligações entre a Petrobras e a classe política e da estagnação da economia, que levou os juros exigidos pelos investidores para emprestarem dinheiro a subir seis vezes mais que a média dos outros mercados emergentes.

No ano passado, por esta altura, as empresas brasileiras já tinham contraído 7,5 mil milhões de dólares de dívida nos mercados internacionais.

A Petrobras não emite dívida internacional desde Março do ano passado.

A Moody´s desceu o ´rating´ da empresa em dois níveis, para o patamar abaixo de investimento, conhecido como ´lixo´, no final de fevereiro, o segundo corte em menos de um mês, precisamente devido à possibilidade de a investigação judicial em curso poder impedir o acesso ao financiamento.

O corte no ´rating´ da Petrobras é uma das 28 ações de degradação do ´rating´ que as empresas brasileiras já sofreram desde Janeiro. [17]


Cuidados com a nova conta de luz em PORTO CALVO

Em 2001 o Brasil passou por um racionamento de energia. Quem dava festa era obrigado a alugar gerador para não correr risco de deixar os convidados no escuro. Em noites normais, algumas famílias deixavam de acender lâmpadas, optando por lanternas ou lampiões. Outras aposentaram o chuveiro elétrico e instalaram aquecimento solar.

Catorze anos depois, o fornecimento de energia volta a preocupar. O primeiro alerta veio nas contas de luz. Além de valores mais altos, elas passaram a trazer o sistema de bandeiras tarifárias, que indicam a cobrança ou não de taxa adicional em função das condições da geração de eletricidade no país (leia texto no canto superior direito).

Ontem passou a valer a revisão extraordinária das tarifas, com aumento de 23,4% nas contas de energia, em média. Ao todo, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o reajuste das tarifas de 58 das 63 distribuidoras de energia do país. Para os consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a alta é de 28,7%, na média — 4,5 vezes maior que a aplicada para aqueles que vivem em estados do Norte e Nordeste, que será de 5,5%, também na média.

Essa revisão tarifária extraordinária, que independe dos reajustes anuais, é uma possibilidade prevista nos contratos de concessão das distribuidoras para manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato quando as empresas não têm fôlego financeiro para esperar os aumentos normais.

As hidrelétricas têm obrigação contratual de fornecer uma quantidade definida de energia. Caso não consigam gerar o montante com que se comprometeram, devem comprar a diferença. Com a seca, o custo da energia no mercado de curto prazo subiu muito além do preço final de venda ao consumidor.

— As distribuidoras estão comprando por um preço mais alto e vendendo por um preço mais baixo. O prejuízo é grande — explicou o consultor do Senado para a área de minas e energia Luiz Alberto Bustamante.

Reservatórios

Principal fonte de energia do país, as hidrelétricas existentes estão com os reservatórios muito baixos pela falta de chuvas. E a construção de novas usinas encontrou a resistência de setores da sociedade contrários à inundação de locais tomados pelas águas represadas.

Além disso, os leilões de energia feitos para as distribuidoras atenderem seus clientes não surtiram o efeito desejado. Como consequência, elas precisaram comprar energia cara no mercado de curto prazo, o que reflete na conta de luz.

— O custo é elevado, mas foi baixo durante muito tempo — diz o senador Edison Lobão (PMDB-MA), que foi ministro de Minas e Energia no governo Lula e durante o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff. Para ele, o que está acontecendo é uma readequação dos preços.

Lobão ressalta a importância da Medida Provisória (MP) 579/2013, que tratava da concessão dos serviços de geração, transmissão e distribuição de energia, com o objetivo de reduzir a conta de luz para os consumidores finais. Segundo ele, se a MP não tivesse sido editada na época, a conta para o cidadão estaria hoje muito mais elevada (saiba mais no texto ao lado).

[13]

*blogsbrasil.com - todos os direitos reservados. Selecionamos as principais notícias da cidade de PORTO CALVO AL. Os acontecimentos políticos, acidentes de trânsito nas rodovias, fatos do centro, dos bairros e do interior. Pesquisamos também os jornais locais e as redes sociais, bem como o site da prefeitura. O trabalho jornalístico consiste em captação e tratamento escrito, oral, visual ou gráfico, da informação em qualquer uma de suas formas e variedades. O trabalho é normalmente dividido em quatro etapas distintas, cada qual com suas funções e particularidades: pauta, apuração, redação e edição.A pauta é a seleção dos assuntos que serão abordados. É a etapa de escolha sobre quais indícios ou sugestões devem ser considerados para a publicação final. A apuração é o processo de averiguar informação em estado bruto (dados, nomes, números etc.). A apuração é feita com documentos e pessoas que fornecem informações, chamadas de fontes. A interação de jornalistas com suas fontes envolve freqüentemente questões de confidencialidade.A redação é o tratamento das informações apuradas em forma de texto verbal. Pode resultar num texto para ser impresso (em jornais, revistas e sites) ou lido em voz alta (no rádio, na TV e no cinema). A edição é a finalização do material redigido em produto de comunicação, hierarquizando e coordenando o conteúdo de informações na forma final em que será apresentado. Muitas vezes, é a edição que confere sentido geral às informações coletadas nas etapas anteriores. No jornalismo impresso (jornais e revistas), a edição consiste em revisar e cortar textos de acordo com o espaço de impressão pré-definido. A diagramação é a disposição gráfica do conteúdo e faz parte da edição de impressos. No radiojornalismo, editar significa cortar e justapor trechos sonoros junto a textos de locução, o que no telejornalismo ganha o adicional da edição de imagens em movimento. Tags: Últimas Notícias, PORTO CALVO AL, Cidade, Interior, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado, Domingo, Carro, Eleições, Crime, Estrada, Rodovia, Acesso, Greve, Eleições, Festa, Granizo, Chuva, Enchente,Aniversário, Prêmio, Mês, Fim de Semana, Hoje, Ontem, Anteontem, Hora, Pouco Tempo, Agora, Mulher, Homem, Família, Criança, Portal,Pessoas, Como saber, Site, Blog, Diário,Protesto,Inauguração, Cassação, Cassado, Show, Apresentação, Espetáculo, Fotos, Vídeos, Imagens, Previsão, Caminhão, Vítimas, Situação, Oposição, Eleições, Enquete, Votos, Apuração, Trânsito, Operação, PF, Delegacia, Praia, Localidade, Animais, Ver Fotos, NEWS LATEST LOCAL NEWSPAPPER.