Blog de Notícias de IRACEMA


Siga-nos e receba notícias e assuntos de interesse das cidades






Lei abre brecha para desrespeito à cota de candidatas mulheres

Iracema faz referência à legislação que determina que cada ... apenas uma governadora foi eleita: Suely Campos (PP), em Roraima. Até este ano, duas mulheres eram governadoras: Roseana Sarney (PMDB), no Maranhão, e Rosalba Ciarlini (DEM), no Rio ...

Polícia Rodoviária Federal em RR registra três acidentes com vítimas

RR Motociclista morre em acidente com carro na BR-174, em Iracema, RR Acidente entre carros na BR 174 deixa três feridos, em Roraima Homem tem braço decepado em acidente na BR- 174 em Roraima Em RR, acidente entre dois carros interrompe trânsito na BR ...

Últimas notícias de IRACEMA RR:


Oi finaliza projeto de rede e moderniza serviços prestados aos clientes em Roraima Em Roraima, sete municípios são atendidos com a telefonia móvel da Oi (Boa Vista, Caracaraí, Caroebe, Iracema, Mucajaí, São João da Baliza e São Luiz). A cobertura 3G e 4G da Oi atende atualmente 80% da capital. Somente em Roraima, a Oi investiu ...
Governador de Roraima sanciona lei de áreas metropolitanas do estado A Região Metropolitana do Sul de Roraima fica constituída pelos municípios de Caroebe, São João da Baliza, São Luiz e Rorainópolis. Os municípios de Caracaraí e Iracema constituem a Região Metropolitana Central. As regiões metropolitanas têm ...
Amazônia seduz escaladores ‘forasteiros’ Depois do treino é hora da escala de verdade. A cachoeira de Iracema, a Fazenda da Porteira, Cachoeira da Laje e o sul de Roraima são os locais frequentados no periodo de os fins de semana. Os escaladores aliam viagem com escalada, rapel e trilha. Nesse ...

Amazônia seduz escaladores ‘forasteiros’ Depois do treino é hora da escala de verdade. A cachoeira de Iracema, a Fazenda da Porteira, Cachoeira da Laje e o sul de Roraima são os locais frequentados no periodo de os fins de semana. Os escaladores aliam viagem com escalada, rapel e trilha. Nesse ...

 Saiba como a dengue pode chegar até IRACEMA

A dengue pode ser transmitida por duas espécies de mosquitos (Aedes aegypti e Aedes albopictus), que picam tanto durante o dia como à noite. Os transmissores, principalmente o Aedes aegypti, se reproduzem dentro ou nas proximidades de habitações, em recipientes onde se acumula água limpa (vasos de plantas, pneus velhos, cisternas, etc.). A transmissão pelo Aedes albopictus não é comum porque o mosquito não costuma freqüentar o domicílio como o Aedes aegypti.

COMO ELE SE COMPORTA? COMO ATACA?

O Aedes aegypti mede menos de um centímetro, tem cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. O mosquito costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa.

O Aedes aegypti se caracteriza por ser um inseto de comportamento estritamente urbano, sendo raro encontrar amostras de seus ovos ou larvas em reservatórios de água nas matas. Em média, cada Aedes aegypti vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos de cada vez. Ela é capaz de realizar inúmeras posturas no decorrer de sua vida, já que copula com o macho uma única vez, armazenando os espermatozóides em suas espermatecas (reservatórios presentes dentro do aparelho reprodutor). Uma vez com o vírus da dengue, a fêmea torna-se vetor permanente da doença e calcula-se que haja uma probabilidade entre 30 e 40% de chances de suas crias já nascerem também infectadas.

Os ovos não são postos na água, e sim milímetros acima de sua superfície, em recipientes tais como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas dágua descobertas, pratos de vasos de plantas ou qualquer outro que possa armazenar água de chuva. Quando chove, o nível da água sobe, entra em contato com os ovos que eclodem em pouco mais de 30 minutos. Em um período que varia entre cinco e sete dias, a larva passa por quatro fases até dar origem a um novo mosquito.

MODO DE TRANSMISSÃO

A fêmea do mosquito pica a pessoa infectada, mantém o vírus em sua saliva e o retransmite em novas picadas. A transmissão ocorre pelo ciclo homem-Aedes aegypti-homem. Após a ingestão de sangue infectado pelo inseto fêmea, transcorre nesta fêmea um período de incubação. Após esse período, o mosquito torna-se apto a transmitir o vírus e assim permanece durante toda a vida. O mosquito transmitirá o vírus em todas as picadas que realizar a partir dali.

QUAL O AMBIENTE IDEAL?

As fêmeas e os machos (que geralmente acompanham as fêmeas) ficam dentro das casas. A temperatura mais favorável para o desenvolvimento da larva é entre 25 a 30ºC. Abaixo e acima destas temperaturas o Aedes diminui sua atividade. Acima de 42ºC e abaixo de 5ºC ele morre. [11]