Blog de Notícias de CATALAO








Volante do Atlético-GO vê pressão com bons olhos: “Me dá força”

O Atlético-GO tem enfrentado críticas da torcida devido à má etapa no Campeonato Goiano. O Dragão ocupa a terceira colocação do Grupo A, com 13 pontos, e corre o perigo de não se classificar para as semifinais do Estadual. Porém, o volante Pedro ...

Boa atuação contra o Crac rende vaga de titular a Sérgio Manoel e Maurides

Meia e atacante ganham as vagas de Luiz Fernando e Rafinha, respectivamente, e começam jogando contra o Coruripe-AL na estreia do Atlético-GO na Copa do Brasil O fato de terem entrado bem no segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre o Crac, sábado ...

O Internacional Livro De Poesia IX: Uma Coleção De Poemas Em Sete Línguas Diferentes (Inglês, Catalão, Galego, Espanhol, Francês, Italiano E Português) (Portuguese Edition) [Kindle Edition] Gianni Truvianni (Autor)

O Internacional Livro De Poesia IX: Uma Coleção De Poemas Em Sete Línguas Diferentes (Inglês, Catalão, Galego, Espanhol, Francês, Italiano E Português) (Portuguese Edition)

Atlético-GO terá time mais “forte” contra Coruripe-AL

Dependendo apenas de si para avançar para a semifinal do Campeonato Goiano, o Atlético-GO muda a atenção para sua estreia na Copa do Brasil. O time goiano enfrenta o Coruripe-AL, no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe. Como o estádio alagoano é ...

O Internacional Livro De Poesia IV: Uma coleção de poemas em seis línguas diferentes (inglês, espanhol, francês, italiano, catalão, galego e Português) (Portuguese Edition) [Kindle Edition] Gianni Truvianni (Author)

O Internacional Livro De Poesia IV: Uma coleção de poemas em seis línguas diferentes (inglês, espanhol, francês, italiano, catalão, galego e Português) (Portuguese Edition) Buy from Amazon

Morador coloca placa em buraco no asfalto: 'Proibido pescar e nadar'

Moradores de Catalão, no sudeste de Goiás, reclamam de transtornos provocados pelo excesso de buracos nas ruas da cidade, que deixam alguns trechos quase intransitáveis. Como uma forma de alerta e também de mostrar a insatisfaçã o com a qualidade do ...

O Internacional Livro De Poesia V: Uma coleção de poemas em sete línguas diferentes (Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Catalão, Galego e Português) (Portuguese Edition) [Kindle Edition] Gianni Truvianni (Author)

O Internacional Livro De Poesia V: Uma coleção de poemas em sete línguas diferentes (Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Catalão, Galego e Português) (Portuguese Edition) Buy from Amazon

O Internacional Livro De Poesia IX: Uma Coleção De Poemas Em Sete Línguas Diferentes (Inglês, Catalão, Galego, Espanhol, Francês, Italiano E Português) (Portuguese Edition) [Kindle Edition]

O Internacional Livro De Poesia IX: Uma Coleção De Poemas Em Sete Línguas Diferentes (Inglês, Catalão, Galego, Espanhol, Francês, Italiano E Português) (Portuguese Edition) Buy from Amazon

ECIO CARLOS A SUA VOZ EM LUZIANIA***PAI E FILHA NO TRAFICO

Pai e filha são presos suspeitos de tráfico de drogas em Catalão, GO Com eles foram apreendidas 75 pedras de crack, diz Polícia Militar. Na casa de suspeitos também foi achado ácido bórico para refino…

CRAC RECEBE O ATLÉTICO GOIANIENSE E SÓ PENSA EM VITÓRIA.

Não existe outra possibilidade para Crac e Atlético, que se enfrentam a partir das 18h30 no estádio Genervino da Fonseca, a não ser se doar ao máximo em campo e sair com a vitória. O confronto marca a…

Assassinato brutal em Catalão

Enquanto alguns defendem Força Tarefa para investigar pedrada na casa do prefeito, acontece o quinto assassinato em Catalão no ano de 2015. Segue a reportagem da TV Anhanguera: João Ferreira era conh…

O livro Internacional De Poesia: Uma coleção de poemas em sete línguas diferentes (Inglês, Catalão, Galego, Espanhol, Francês, Italiano e Português) (Portuguese Edition)

O livro Internacional De Poesia: Uma coleção de poemas em sete línguas diferentes (Inglês, Catalão, Galego, Espanhol, Francês, Italiano e Português) (Portuguese Edition)

Discutindo política em Catalão

Uma singela charge que ilustra como é o nível da discussão política em Catalão se um dos interlocutores for ferrenho defensor das ações do prefeito: Compartilhe:

Últimas notícias de CATALAO GO:

 Morador coloca placa em buraco no asfalto: 'Proibido pescar e nadar' Moradores de Catalão, no sudeste de Goiás, reclamam de transtornos provocados pelo excesso de buracos nas ruas da cidade, que deixam alguns trechos quase intransitáveis. Como uma forma de alerta e também de mostrar a insatisfaçã o com a qualidade do ...

Crac anuncia volante Coquinho como técnico para rodadas finais do Goianão Sem o técnico Lucho Nizzo, que entregou o cargo após a derrota para o Atlético-GO no último sábado, a diretoria do Leão do Sul efetivou o volante Coquinho, de 35 anos, como treinador do time nas últimas duas rodadas da primeira fase do Campeonato ...

CATALAO GO tspan:3m CATALAO GO


Ex-artilheiro vascaíno concorre a dono do drible mais "abusado" da rodada O Barra Mansa é o 14º colocado, com oito pontos. O quarto e último candidato a "abusado" da rodada vem de Goiás. O Atlético-GO venceu o Crac por 2 a 0, em Catalão. Luisinho deu um passe de calcanhar e Mauridis quase marcou de primeira. O Dragão ...

Atlético-GO vence Crac por 2 a 0 e segue em busca da classificação Com boa atuação na etapa final, o Atlético-GO venceu o Crac na noite deste sábado (28/3) pelo placar de 2 a 0. Os gols no estádio Genervino da Fonseca, em Catalão, foram marcados por Rafinha e Márcio, de pênalti. A vitória deixou o Dragão com 16 ...

GOIANO: Atlético vence o Crac e encosta na liderança do Trindade Catalão, GO, 28 (AFI) – A 13ª rodada do Campeonato Goiano foi aberta neste sábado com apenas um jogo. Atuando em Catalão, o Atlético não deu chances ao Crac e conseguiu uma importante vitória por 2 a 0. O resultado levou o Dragão a sonhar ...

Pai e filha são presos suspeitos de tráfico de drogas em Catalão, GO Pai e filha são presos suspeitos de tráfico de drogas em Catalão (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera) Um homem de 35 anos e a filha dele, de 19, foram presos em Catalão, no sul de Goiás, suspeitos de tráfico de drogas. Segundo a Polícia Militar, com ...

Missionário é morto a facadas Uma amizade iniciada em um bate-papo de internet acabou em morte, na quinta-feira, em Catalão. O missionário João Ferreira, de 62 anos, conhecido como Irmão João, foi morto com vários golpes de faca em sua casa, na cidade do Sul de Goiás. Ele teria ...





Siga-nos e receba notícias e assuntos de interesse das cidades

Como comprar uma arma legalmente em CATALAO

Apesar so esforços que vêm desde os militares para impedir o direito de acesso às armas e à legítima defesa ao cidadão brasileiro, ainda existem alguns pontos na lei que nos reservam determinados direitos.

Entre eles está o direito (não pode ser negado) de que todo cidadão com mais de 25 anos, sem antecedentes criminais, possa ter até seis armas registradas no SINARM (Polícia Federal).

A DEFESA.ORG encoraja todos seus membros a exercerem este direito e ajudar a todos a ter acesso a esta informação.

Para adquirir uma arma de fogo, o interessado deve atender aos seguintes pré-requisitos:

  • Ter, no mínimo, 25 anos de idade.
  • Ter residência fixa e ocupação lícita
  • Aptidão técnica e psicológica
  • Não ter antecedentes criminais

Preencha e imprima o formulário abaixo:

http://www.dpf.gov.br/servicos/armas/form-sinarm

Dirija-se a uma unidade da Polícia Federal munido:

  • Cópias autenticadas de RG, CPF, Comprovante de Endereço;
  • Declaração de necessidade;
  • Certidões negativas de antecedentes criminais fornecidas pela Justiça Federal, Estadual (incluindo Juizados Especiais Criminais), Militar e Eleitoral e de não estar respondendo a inquérito policial ou a processo criminal, que poderão ser fornecidas por meios eletrônicos;
  • Documento comprobatório de ocupação lícita;
  • Exame técnico por instrutor credenciado na PF (Lista dos Instrutores Credenciados)
  • Exame psicológico por psicólogo credenciado na PF (Lista de Psicólogos Credenciados)
  • Uma foto 3×4

Assim que a sua autorização estiver em mãos, você terá 30 dias para comprar sua arma. Depois que receber sua Nota Fiscal, é necessário fazer o registro, sem o qual você não poderá retirar a ama da loja.

Para isso, é necessário fazer o pagamento de TAXA no valor de R$60,00:

https://www2.dpf.gov.br/gru/gru?nac=0

Depois de paga, dirija-se a uma Unidade da Polícia Federal com os seguintes documentos:

(a) autorização para aquisição de arma de fogo;

(b) nota fiscal de compra de arma de fogo;

(c) comprovante bancário de pagamento da taxa devida para a emissão do documento através da Guia de Recolhimento da União – GRU.

 

Achou muito difícil? Existem profissionais chamados Despachantes que podem cuidar de toda a papelada para você. Confira a lista que a DEFESA.ORG preparou e escolha um deles:

https://www.defesa.org/como-comprar-uma-arma-legalmente/lista-dos-despachantes-de-armamento/

Veja também

[20]




Campanha do governo para melhorar a cidade de CATALAO

Uma cidade resiliente é aquela que tem a capacidade de resistir, absorver e se recuperar de forma eficiente dos efeitos de um desastre e de maneira organizada prevenir que vidas e bens sejam perdidos.

O lançamento no Brasil da Campanha Construindo Cidades Resilientes: Minha Cidade está se Preparando, da Estratégia Internacional para a Redução de Desastres (EIRD), da Organização das Nações Unidas (ONU), é uma iniciativa da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, e pretende sensibilizar governos e cidadãos para os benefícios de se reduzir os riscos por meio da implementação de 10 passos para construir cidades resilientes.

Conscientes de que o município é quem realiza a primeira resposta em situações de crises e emergências, é fundamental que os governos locais e a sociedade civil organizada unam esforços, integrem todos os setores da sociedade e desenvolvam soluções inovadoras que engajem suas cidades na redução das vulnerabilidades. Para isso, é necessário que o município se reconheça como público alvo e agente promotor e realizador da Campanha.

O objetivo da ação é aumentar o grau de consciência e compromisso em torno das práticas de desenvolvimento sustentável, como forma de diminuir as vulnerabilidades e propiciar o bem estar e segurança dos cidadãos.

A redução de riscos de desastres ajuda na diminuição da pobreza, favorece a geração de empregos e oportunidades comerciais, a igualdade social, ecossistemas mais equilibrados e ainda atua nas melhorias das políticas de saúde e de educação.

PARTICIPE

Como Cidade Modelo

Sua cidade já atingiu grandes conquistas em direção à resiliência? Sua gestão pública e seus cidadãos estão dispostos a integrar o portfõlio de cidades resilientes e mostrar boas práticas em pelo menos cinco dos dez passos da campanha? Como governante você está disposto a dar oportunidade para que outros governos locais aprendam com sua experiência? Torne-se uma Cidade Modelo e compartilhe seu sucesso com o mundo. As Cidades Modelo ganharão destaque na campanha, e certamente favorecerão investimentos internos e externos num futuro prõximo.

Como Cidade Resiliente

Se você é um gestor público que está iniciando o trabalho em redução de risco em seu município, investindo no planejamento e na gestão de risco local, assuma o compromisso de ampliar a resiliência e segurança frente a desastres e faça parte da campanha.

Se você integra um grupo comunitário, ONG ou membro de outra organização em seu município e deseja apoiar a campanha, comprometa-se como os objetivos da campanha trabalhando com o governo local para aumentar a resiliência a desastres em sua cidade.

Como Patrono de Cidade Modelo

Como representante de uma cidade resiliente você pode nomear um líder comunitário, prefeito, governador ou outra figura influente de sua localidade que esteja disposto a participar da campanha para encorajar e apoiar outros municípios.

Como Participar

Formulário de Inscrição - Cidades Participantes

10 PASSOS

A campanha propõe uma lista de passos essenciais para construção de cidades resilientes que podem ser implantados por prefeitos e gestores públicos locais. A lista origina-se das cinco prioridades do Marco de Ação de Hyogo, um instrumento chave para ações de redução de riscos de desastres. Alcançando todos, ou mesmo alguns dos dez passos, as cidades passarão a adotar uma postura resiliente. Estruture seu Conselho Municipal e, junto aos gestores públicos locais, participe agora mesmo da Campanha!

1. Estabeleça mecanismos de organização e coordenação de ações com base na participação de comunidades e sociedade civil organizada, por meio, por exemplo, do estabelecimento de alianças locais. Incentive que os diversos segmentos sociais compreendam seu papel na construção de cidades mais seguras com vistas à redução de riscos e preparação para situações de desastres.

2. Elabore documentos de orientação para redução do risco de desastres e ofereça incentivos aos moradores de áreas de risco: famílias de baixa renda, comunidades, comércio e setor público, para que invistam na redução dos riscos que enfrentam.

3. Mantenha informação atualizada sobre as ameaças e vulnerabilidades de sua cidade; conduza avaliações de risco e as utilize como base para os planos e processos decisõrios relativos ao desenvolvimento urbano. Garanta que os cidadãos de sua cidade tenham acesso à informação e aos planos para resiliência, criando espaço para discutir sobre os mesmos.

4. Invista e mantenha uma infraestrutura para redução de risco, com enfoque estrutural, como por exemplo, obras de drenagens para evitar inundações; e, conforme necessário invista em ações de adaptação às mudanças climáticas.

5. Avalie a segurança de todas as escolas e postos de saúde de sua cidade, e modernize-os se necessário.

6. Aplique e faça cumprir regulamentos sobre construção e princípios para planejamento do uso e ocupação do solo. Identifique áreas seguras para os cidadãos de baixa renda e, quando possível, modernize os assentamentos informais.

7. Invista na criação de programas educativos e de capacitação sobre a redução de riscos de desastres, tanto nas escolas como nas comunidades locais.

8. Proteja os ecossistemas e as zonas naturais para atenuar alagamentos, inundações, e outras ameaças às quais sua cidade seja vulnerável. Adapte-se às mudanças climáticas recorrendo a boas práticas de redução de risco.

9. Instale sistemas de alerta e desenvolva capacitações para gestão de emergências em sua cidade, realizando, com regularidade, simulados para preparação do público em geral, nos quais participem todos os habitantes.

10. Depois de qualquer desastre, vele para que as necessidades dos sobreviventes sejam atendidas e se concentrem nos esforços de reconstrução. Garanta o apoio necessário à população afetada e suas organizações comunitárias, incluindo a reconstrução de suas residências e seus meios de sustento.

Idéias para o alcance dos 10 passos

Convencer

Aumentar o grau de compromisso com a urbanização sustentável, a qual reduzirá o risco de desastres em todas as esferas governamentais e contribuirá para todos os níveis da tomada de decisões.

Como?

Ao organizar mesas redondas e promover diálogos sobre políticas entre as autoridades nacionais e locais em fõruns nacionais, regionais e internacionais, emcabezados por prefeitos, com o propõsito de obter "pactos" nacionais e locais de compromisso.

Estabelecer conexões

Estabelecer alianças de trabalho entre as autoridades locais e nacionais, junto com atores locais , os grupos da sociedade civil, o setor acedêmico e as organizações de especialistas.

Como?

Ao criar iniciativas duradouras de colaboração entre os diferentes atores em um marco de uma "Aliança de Governos Locais para a Redução do Risco de Desastres" e mediante plataformas e grupos regionais de trabalho.

Informar

Incrementar o grau de consciência sobre o risco de desastres urbanos e informar as pessoas sobre a maneira que os governos locais e cidadãos podem abordar o risco como parte do planejamento de desenvolvimento, a construção de escolas e hospitais mais seguros e o fortalecimento dos serviços que prestam os governos locais.

Como?

Ao organizar reuniões públicas, iniciar diálogos, promover simulados e outras atividades locais, levar a frente atividades de grande notoriedade e fazer participantes os meios de comunicação, comprometer-se com escolas e hospitais seguros (o sistema de compromisso em linha) e planejar outras atividades de sensibilização pública.

Aprender

Aumentar o grau de conhecimento e melhorar o acesso as ferramentas, a tecnología e oportunidades para o desenvolvimento de capacidades para os governos e atores locais

Como?

Ao desenvolver, em colaboração com pesquisadores, profissionais, centros de capacitação e cidades que servem como modelos exemplares, um "Marco de Hyogo" para as autoridades, mediante um processo de aprendizagem, capacitação, cooperação técnica e orientação de cidade a cidade sobre a forma de executar áreas específicas do MAH no âmbito local.

Medir o progresso

Comunicar o progresso e o êxito alcançado pelos governos locais na consecução dos Dez Passos para a Resiliência das Cidades

Como?

Ao formar parte da geração de informes globais sobre a execução do MAH e ao recompilar e compartir boas práticas e experiências. [31]



Boa atuação contra o Crac rende vaga de titular a Sérgio Manoel e Maurides


Meia e atacante ganham as vagas de Luiz Fernando e Rafinha, respectivamente, e começam jogando contra o Coruripe-AL na estreia do Atlético-GO na Copa do Brasil O fato de terem entrado bem no segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre o Crac, sábado ...



Atlético-GO terá time mais “forte” contra Coruripe-AL


Dependendo apenas de si para avançar para a semifinal do Campeonato Goiano, o Atlético-GO muda a atenção para sua estreia na Copa do Brasil. O time goiano enfrenta o Coruripe-AL, no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe. Como o estádio alagoano é ...
Morador coloca placa em buraco no asfalto: 'Proibido pescar e nadar' Moradores de Catalão, no sudeste de Goiás, reclamam de transtornos provocados pelo excesso de buracos nas ruas da cidade, que deixam alguns trechos quase intransitáveis. Como uma forma de alerta e também de mostrar a insatisfaçã o com a qualidade do ...
Crac anuncia volante Coquinho como técnico para rodadas finais do Goianão Sem o técnico Lucho Nizzo, que entregou o cargo após a derrota para o Atlético-GO no último sábado, a diretoria do Leão do Sul efetivou o volante Coquinho, de 35 anos, como treinador do time nas últimas duas rodadas da primeira fase do Campeonato ...
Ex-artilheiro vascaíno concorre a dono do drible mais "abusado" da rodada O Barra Mansa é o 14º colocado, com oito pontos. O quarto e último candidato a "abusado" da rodada vem de Goiás. O Atlético-GO venceu o Crac por 2 a 0, em Catalão. Luisinho deu um passe de calcanhar e Mauridis quase marcou de primeira. O Dragão ...
Atlético-GO vence Crac por 2 a 0 e segue em busca da classificação Com boa atuação na etapa final, o Atlético-GO venceu o Crac na noite deste sábado (28/3) pelo placar de 2 a 0. Os gols no estádio Genervino da Fonseca, em Catalão, foram marcados por Rafinha e Márcio, de pênalti. A vitória deixou o Dragão com 16 ...

Segurem as calças em CATALAO: Brasil vai sofrer em 2015 a pior crise em 25 anos

De acordo com os números compilados hoje pelo Financial Times, esta foi mais uma semana de indicadores negativos para o Brasil, cuja situação económica "fica mais negra semana após semana".

A altura para a revisão em baixa das expetativas sobre a recessão este ano, de 0,5% para 0,66%, não ajuda a evolução do câmbio do real, acrescenta o jornal, lembrando que a moeda brasileira passou a marca dos 3 reais por dólar na semana passada, e já caiu mais 1,1% hoje para 3,1 reais por dólar, o valor mais negativo dos últimos dez anos e meio.

O real, de resto, é a moeda com o pior desempenho este ano, e caiu em 15 das últimas 18 sessões, ao passo que as ações na bolsa brasileira caíram pelo quarto dia consecutivo, caindo 1,7%, o valor mais baixo das últimas três semanas.

Também nos juros exigidos pelos investidores para negociarem em dívida pública a 10 anos são negativos, sendo "os piores da região", escreve o FT, notando que já vão nos 4,875%.

No domingo, a Bloomberg tinha noticiado que o acesso das empresas brasileiras aos mercados financeiros estava, na prática, congelado há quatro meses, data da última emissão de dívida internacional, refletindo a falta de confiança dos investidores.

De acordo com a agência Bloomberg, a última vez que as empresas brasileiras estiveram quatro meses sem recorrer a financiamento externo aconteceu em 2008, na sequência da implosão do Lehman Brothers, quando o crédito internacional ficou basicamente congelado.

A ausência de empréstimos internacionais é emblemática da maneira como o Brasil se degradou aos olhos dos investidores estrangeiros, na sequência do escândalo financeiro envolvendo as ligações entre a Petrobras e a classe política e da estagnação da economia, que levou os juros exigidos pelos investidores para emprestarem dinheiro a subir seis vezes mais que a média dos outros mercados emergentes.

No ano passado, por esta altura, as empresas brasileiras já tinham contraído 7,5 mil milhões de dólares de dívida nos mercados internacionais.

A Petrobras não emite dívida internacional desde Março do ano passado.

A Moody´s desceu o ´rating´ da empresa em dois níveis, para o patamar abaixo de investimento, conhecido como ´lixo´, no final de fevereiro, o segundo corte em menos de um mês, precisamente devido à possibilidade de a investigação judicial em curso poder impedir o acesso ao financiamento.

O corte no ´rating´ da Petrobras é uma das 28 ações de degradação do ´rating´ que as empresas brasileiras já sofreram desde Janeiro. [17]


Uma grande mudança no setor de embalagens. Como isso afeta CATALAO ?

Por: Cristina Ávila - Edição: Vicente Tardin

A análise jurídica do texto do acordo setorial para a implantação do sistema de logística reversa de "embalagens em geral" deverá estar pronta nos próximos dias, e em seguida seguirá para o chamado “grupo de coalizão”, como se autodenominam as 22 associações que representam comércio, indústria e distribuidores de produtos domésticos, como alimentos e bebidas. O setor deverá voltar a discutir a redação ainda em fevereiro.

“Essa nova discussão será muito importante para finalizar esse acordo setorial. Os próximos dias serão decisivos para as negociações com os setores que devem cumprir a logística reversa”, acentua a diretora de Ambiente Urbano do MMA, Zilda Veloso.

O texto do acordo foi submetido à consulta pública, entre 15 de setembro e 15 de outubro do ano passado, e foram recebidas mais de 900 sugestões de alterações. A intensa participação trouxe opiniões de representantes de municípios, recicladores, órgãos ambientais e sociedade civil.

“Essencialmente, o Ministério do Meio Ambiente media as negociações para que seja feita a separação de materiais seco e orgânico, a redução de resíduos e o encaminhamento de embalagens para o mercado de reciclagem”, explica Zilda.

Atingir essa meta é um bom negócio em todos os sentidos. A diretora comenta que no Brasil cerca de 50% do descarte é lixo orgânico, 35% lixo seco e os outros 15% são outros materiais, incluindo os rejeitos (que não têm possibilidade de reciclagem, ou por questões técnicas ou econômicas de cada região). Do lixo seco, cerca de 70% são embalagens.

SUCESSO

Esse será o terceiro acordo setorial definido entre as cinco cadeias produtivas que serão responsáveis pela logística reversa prevista pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10). As cinco cadeias foram definidas pelo Comitê Orientador da Logística Reversa (Cori), composto pelos Ministérios do Meio Ambiente, Fazenda, Indústria e Comércio, Saúde e Agricultura.

No ano passado, o setor privado assinou contrato para a destinação de lâmpadas. E o acordo para o correto descarte de embalagens de lubrificantes já está funcionando na prática. Em 2005, o setor criou uma entidade gestora, que cresceu e se transformou no Instituto Jogue Limpo. Hoje presente em 14 estados e no Distrito Federal, já supera 330 milhões de embalagens encaminhadas para reciclagem.

PRÓXIMOS PASSOS

As expectativas a partir de agora serão os acordos dos setores de medicamentos e de eletroeletrônicos. Importadores, fabricantes e o comércio varejista de remédios estão em negociação e devem apresentar propostas no início deste ano. E o setor de eletroeletrônicos apresentou reivindicações que ainda estão sendo analisadas.

“Depois que concluirmos esses acordos, passaremos a rever os acordos que foram feitas por outras cadeias produtivas, antes da Lei 12.305”, afirma Zilda Veloso. Ela se refere aos setores de agrotóxicos, pneus, lubrificantes, pilhas e baterias.

A diretora de Ambiente Urbano comenta que o setor de agrotóxicos consegue recolher mais de 94% das embalagens que são colocadas pela indústria no comércio. Fato que ela considera inédito no mundo. A “Lei dos Agrotóxicos” (Lei 7.802/89) foi sancionada em 1989, e em 2000 foi alterada para incluir a obrigação de reciclagem de embalagens. Até então os agricultores enterravam, queimavam, jogavam nos rios ou nas lavouras, com riscos para o meio ambiente e para a saúde.[12]



*blogsbrasil.com - todos os direitos reservados. Selecionamos as principais notícias da cidade de CATALAO GO. Os acontecimentos políticos, acidentes de trânsito nas rodovias, fatos do centro, dos bairros e do interior. Pesquisamos também os jornais locais e as redes sociais, bem como o site da prefeitura. O trabalho jornalístico consiste em captação e tratamento escrito, oral, visual ou gráfico, da informação em qualquer uma de suas formas e variedades. O trabalho é normalmente dividido em quatro etapas distintas, cada qual com suas funções e particularidades: pauta, apuração, redação e edição.A pauta é a seleção dos assuntos que serão abordados. É a etapa de escolha sobre quais indícios ou sugestões devem ser considerados para a publicação final. A apuração é o processo de averiguar informação em estado bruto (dados, nomes, números etc.). A apuração é feita com documentos e pessoas que fornecem informações, chamadas de fontes. A interação de jornalistas com suas fontes envolve freqüentemente questões de confidencialidade.A redação é o tratamento das informações apuradas em forma de texto verbal. Pode resultar num texto para ser impresso (em jornais, revistas e sites) ou lido em voz alta (no rádio, na TV e no cinema). A edição é a finalização do material redigido em produto de comunicação, hierarquizando e coordenando o conteúdo de informações na forma final em que será apresentado. Muitas vezes, é a edição que confere sentido geral às informações coletadas nas etapas anteriores. No jornalismo impresso (jornais e revistas), a edição consiste em revisar e cortar textos de acordo com o espaço de impressão pré-definido. A diagramação é a disposição gráfica do conteúdo e faz parte da edição de impressos. No radiojornalismo, editar significa cortar e justapor trechos sonoros junto a textos de locução, o que no telejornalismo ganha o adicional da edição de imagens em movimento. Tags: Últimas Notícias, CATALAO GO, Cidade, Interior, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado, Domingo, Carro, Eleições, Crime, Estrada, Rodovia, Acesso, Greve, Eleições, Festa, Granizo, Chuva, Enchente,Aniversário, Prêmio, Mês, Fim de Semana, Hoje, Ontem, Anteontem, Hora, Pouco Tempo, Agora, Mulher, Homem, Família, Criança, Portal,Pessoas, Como saber, Site, Blog, Diário,Protesto,Inauguração, Cassação, Cassado, Show, Apresentação, Espetáculo, Fotos, Vídeos, Imagens, Previsão, Caminhão, Vítimas, Situação, Oposição, Eleições, Enquete, Votos, Apuração, Trânsito, Operação, PF, Delegacia, Praia, Localidade, Animais, Ver Fotos, NEWS LATEST LOCAL NEWSPAPPER.