Blog de Notícias de CAETES








Rota dos Caetés em Bragança!

Para quem gosta de uma boa aventura, segue a programação da Rotas dos Caetés em Bragança! Clique no bunner para mais informações :

Goteira em ônibus do Move faz com que passageiros viagem em pé

Uma goteira inutilizou parte dos assentos de um ônibus do Sistema Move de Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira (24). De acordo com a denúncia, não chovia, porém vazava água do ar condicionado para dentro do veículo. Por volta das 10h30, a ...

UMA PESSOA MORRE EM UM ACIDENTE GRAVE NA BR-424, EM CAETÉS

Um acidente na manhã desta sexta-feira (13) deixou uma pessoa morta no km 56, da BR-424, no município de Caetés, Agreste pernambucano. No acidente morreu o motorista da Caminhonete Montana, Dennys Dey…

Novos desvios para a feira da Afonso Pena passam a vigorar neste domingo

Desvios - Sentido Mangabeiras/Rodoviá ;ria: Avenida Afonso Pena, Rua Pernambuco (à direita), Avenida Carandaí ... entre as Ruas dos Tupinambas e dos Caetes; - Avenida Afonso Pena, 540, entre as Ruas São Paulo e dos Carijós.

Acidente na BR-424 em Caetés acaba em morte de motorista

Nesta Sexta-feira 13, acidente na BR-424, zona rural de Caetés, deixou uma vítima fatal. Dennys Deysnnys Martins dos Santos, de 35 anos, não resistiu aos ferimentos. Segundo informações do site V&C, o…

Novos desvios serão implantados no periodo de a Feira de Artesanato em BH

Os motoristas que estiverem descendo a afonso Pena em direção à rodoviária, continuarão fazendo o desvio pela rua Pernambuco, avenida Carandaí, rua dos Guajajaras, avenida João Pinheiro e Avenida Augusto de Lima. Mas, ao invés de virar à direita ...

UMA PESSOA MORRE EM UM ACIDENTE GRAVE NA BR-424, EM CAETÉS

Do Agreste Violento Um acidente na manhã desta sexta-feira (13) deixou uma pessoa morta no km 56, da BR-424, no município de Caetés, Agreste pernambucano. No acidente morreu o motorista da Caminhonet…

Acidente na BR-424 em Caetés acaba em morte de motorista

Descuido e desatenção na estrada geralmente não são perdoados e costumam acabar em tragédia. Foi o que aconteceu na tarde de hoje, sexta-feira 13, na BR-424, zona rural de Caetés, onde um acidente cei…

POLÍCIA PRENDE LADRÕES DE MOTO EM CAETÉS

Uma fiscalizaçã o da Polícia Rodoviária Federal, realizada na última segunda-feira (9),resultou na prisão de dois homens que transportavam uma motocicleta roubada na carroceria de uma pick-up. A ação o…

PRF PRENDE EM CAETÉS 2 INDIVÍDUOS COM ARMA, MUNIÇÕES E MOTO ROUBADA.‏

Às 16h10 de ontem, foram detidos pela Polícia Rodoviária Federal no Km 73 da BR424 em Caetés, 2 homens armados transportando motocicleta roubada na carroceria de uma pick-up. MARCOS ALVES DE ARAÚJO, 3…

EM TORNEIO COMEMORATIVO AO DIA DA MULHER, QUIPAPÁ E ACA DA LIBERDADE FATURAM O SEGUNDO TORNEIO ANITA DA MOTA VALENÇA FEMININO E MASCULINO RESPECTIVAMENTE

Em Torneio efetuado neste domingo no Campo da Liberdade em homenagem a mulher, A Seleção de Quipapá feminino e o time masculino do ACA da Liberdade sagraram-se campeões do Segundo Torneio Anita da Mo…

Últimas notícias de CAETES PE:


Novos desvios serão implantados no periodo de a Feira de Artesanato em BH Os motoristas que estiverem descendo a afonso Pena em direção à rodoviária, continuarão fazendo o desvio pela rua Pernambuco, avenida Carandaí, rua dos Guajajaras, avenida João Pinheiro e Avenida Augusto de Lima. Mas, ao invés de virar à direita ...

Idoso morre atropelado na BR-424 em Caetés; veículo estava sem tacógrafo Um idoso de 78 anos morreu atropelado na quarta-feira (18) na BR-424. O fato aconteceu quando ele tentava atravessar a rodovia, no quilômetro 74,2, em Caetés, Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o caminhoneiro ...

CAETES PE tspan:3m CAETES PE


Idoso morre após ser atropelado por carro na BR-424 em Caetés Um idoso morreu após ser atropelado nessa quarta-feira (18) na BR-424, em Caetés, no Agreste de Pernambuco De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Ferreira de Lima, de 79 anos, estava atravessando a rodovia, próximo ao ...

Pernambuco recebe investimento de R$ 6 bilhões em dois parques eólicos Terão início agora no final de março as obras de instalação de dois parques eólicos em Pernambuco, no Sertão do Araripe e no Agreste, que juntos somam investimentos de R$ 6 bilhões e devem atender até 4,2 milhões de domicílios. O governador ...

Empresa cearense começará a construção de dois grandes parques O investimento total será de aproximadamente R$ 6 bilhões somente em Pernambuco até 2019, segundo informações da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico. A primeira etapa de implantação do empreendimento no Agreste representa um ...

Idoso morre atropelado na BR-424 em Caetés; veículo estava sem tacógrafo CLIQUE AQUI

Idoso morre atropelado em Caetés Um idoso de 78 anos morreu atropelado na quarta-feira (18) na BR-424. O fato aconteceu quando ele tentava atravessar a rodovia, no quilômetro 74,2, em Caetés,&nb sp;Agreste de Pernambuco. De acordo com a Po…





Siga-nos e receba notícias e assuntos de interesse das cidades

Trabalho em CAETES. Como fica o meu plano de saúde se for demitido?

Permanecer com o plano de saúde oferecido pela empresa após ser demitido, ainda que tenha que pagar por ele, pode representar um benefício significativo, principalmente considerando o fato de que firmar um contrato de plano de saúde individual tem se tornado uma tarefa cada vez mais difícil. Muitas operadoras colocam empecilhos para quem procura um plano apenas para si.

O artigo 30 da lei número 9656/98, que rege o assunto, prevê que no caso de rescisão ou exoneração do contrato de trabalho sem justa causa, “é assegurado o direito de manter sua condição de beneficiário, nas mesmas condições de cobertura assistencial de que gozava quando da vigência do contrato de trabalho, desde que assuma seu pagamento integral”, diz um trecho da lei.

Mas, para que o ex-funcionário possa manter este benefício, ele precisa ter contribuído, total ou parcialmente, com o plano de saúde empresarial, explica a advogada Camila de Oliveira Santos, do escritório Maluf e Moreno Advogados Associados. “O empregado deve informar o interesse de permanecer com o plano, no prazo máximo de 30 dias após a formalização da dispensa”, diz Camila. E cabe à empregadora comunicar ao trabalhador a existência dessa possibilidade.

Em relação ao período de permanência após a rescisão do contrato, a lei obriga as empresas a manter os ex-funcionários por um prazo de até dois anos. O tempo de permanência previsto na legislação é equivalente a um terço do período que o funcionário permaneceu na organização. “Entretanto, existe um prazo mínimo (que é de seis meses) e máximo (24 meses) de permanência”, sinaliza Camila. Logo, mesmo o trabalhador que tiver ficado pouco tempo na organização terá direito a no mínimo meio ano de cobertura. Contudo, o benefício cessa caso o trabalhador obtenha novo emprego que lhe forneça outro plano de saúde.

Camila explica ainda que a lei também se aplica a quem se aposenta. Nesses casos, quem possui um plano de saúde por um período igual ou superior a dez anos tem direito a permanecer com o benefício nos mesmos moldes por prazo indeterminado, desde que assuma o pagamento integral do plano. Já quem está no plano há menos de dez anos pode estender o benefício pelo prazo equivalente ao que permaneceu nele.

Impactos para as empresas

Ainda que as organizações não sejam obrigadas a custear qualquer valor para o ex-funcionário que escolhe a extensão do benefício, , essa opção pode ter reflexos no valor do contrato que as empresas mantêm com as operadoras de planos de saúde empresarial. Isso porque esses contratos, geralmente, possuem cláusula de sinistralidade, ou seja, o contrato prevê uma margem de utilização. “Por mais que o ex-funcionário passe a pagar pelo plano, ele continua a integrar a apólice da empresa, o que pode contribuir para que a margem de utilização seja ultrapassada”, explica Camila. Segundo ela, no momento de renovar o contrato, as operadoras costumam reajustar o valor em até 100% por causa da cota excedida.

A desvantagem iminente tem feito algumas empresas estudarem formas de efetuar mudanças nos desenhos de seus planos, a fim de evitar a obrigatoriedade de estendê-los para seus ex-empregados. É o que mostra um estudo feito pela consultoria Watson Wyatt, com cerca de 170 empresas de diferentes portes e segmentos.

Segundo a pesquisa, mais de 60% das empresas estão condicionadas à lei. Desse total, 13% afirmam já ter tomado providências para não precisarem mais beneficiar quem não integra seu quadro. Elas alegam que o custo criado pelos inativos não é corretamente avaliado para fins contábeis, especialmente quando ele está na mesma apólice dos ativos, o que ocorre em 76% dos casos.

Além dos impactos na sinistralidade do contrato, essa situação pode implicar em subsídio indireto da empresa e dos empregados ativos, uma vez que a tendência é que os participantes de idade mais avançada criem despesas mais elevadas. Dentre as pesquisadas, 29% já precisaram assumir parte dos custos do plano médico dos inativos e pelo menos 5% sofreram ações judiciais por conta dos valores cobrados, uma vez que estes números costumam ser superiores aos debitados do trabalhador enquanto estava na empresa.

Fonte: www.canalrh.com.br - Por: Leandro Fernandes

www.senado.gov.br/senado/portaldoservidor/jornal/jornal92/economia_plano_saude.aspx [0]




Cuidados com a nova conta de luz em CAETES

Em 2001 o Brasil passou por um racionamento de energia. Quem dava festa era obrigado a alugar gerador para não correr risco de deixar os convidados no escuro. Em noites normais, algumas famílias deixavam de acender lâmpadas, optando por lanternas ou lampiões. Outras aposentaram o chuveiro elétrico e instalaram aquecimento solar.

Catorze anos depois, o fornecimento de energia volta a preocupar. O primeiro alerta veio nas contas de luz. Além de valores mais altos, elas passaram a trazer o sistema de bandeiras tarifárias, que indicam a cobrança ou não de taxa adicional em função das condições da geração de eletricidade no país (leia texto no canto superior direito).

Ontem passou a valer a revisão extraordinária das tarifas, com aumento de 23,4% nas contas de energia, em média. Ao todo, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o reajuste das tarifas de 58 das 63 distribuidoras de energia do país. Para os consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a alta é de 28,7%, na média — 4,5 vezes maior que a aplicada para aqueles que vivem em estados do Norte e Nordeste, que será de 5,5%, também na média.

Essa revisão tarifária extraordinária, que independe dos reajustes anuais, é uma possibilidade prevista nos contratos de concessão das distribuidoras para manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato quando as empresas não têm fôlego financeiro para esperar os aumentos normais.

As hidrelétricas têm obrigação contratual de fornecer uma quantidade definida de energia. Caso não consigam gerar o montante com que se comprometeram, devem comprar a diferença. Com a seca, o custo da energia no mercado de curto prazo subiu muito além do preço final de venda ao consumidor.

— As distribuidoras estão comprando por um preço mais alto e vendendo por um preço mais baixo. O prejuízo é grande — explicou o consultor do Senado para a área de minas e energia Luiz Alberto Bustamante.

Reservatórios

Principal fonte de energia do país, as hidrelétricas existentes estão com os reservatórios muito baixos pela falta de chuvas. E a construção de novas usinas encontrou a resistência de setores da sociedade contrários à inundação de locais tomados pelas águas represadas.

Além disso, os leilões de energia feitos para as distribuidoras atenderem seus clientes não surtiram o efeito desejado. Como consequência, elas precisaram comprar energia cara no mercado de curto prazo, o que reflete na conta de luz.

— O custo é elevado, mas foi baixo durante muito tempo — diz o senador Edison Lobão (PMDB-MA), que foi ministro de Minas e Energia no governo Lula e durante o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff. Para ele, o que está acontecendo é uma readequação dos preços.

Lobão ressalta a importância da Medida Provisória (MP) 579/2013, que tratava da concessão dos serviços de geração, transmissão e distribuição de energia, com o objetivo de reduzir a conta de luz para os consumidores finais. Segundo ele, se a MP não tivesse sido editada na época, a conta para o cidadão estaria hoje muito mais elevada (saiba mais no texto ao lado).

[13]



Goteira em ônibus do Move faz com que passageiros viagem em pé


Uma goteira inutilizou parte dos assentos de um ônibus do Sistema Move de Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira (24). De acordo com a denúncia, não chovia, porém vazava água do ar condicionado para dentro do veículo. Por volta das 10h30, a ...



Novos desvios para a feira da Afonso Pena passam a vigorar neste domingo


Desvios - Sentido Mangabeiras/Rodoviá ;ria: Avenida Afonso Pena, Rua Pernambuco (à direita), Avenida Carandaí ... entre as Ruas dos Tupinambas e dos Caetes; - Avenida Afonso Pena, 540, entre as Ruas São Paulo e dos Carijós.
Novos desvios serão implantados no periodo de a Feira de Artesanato em BH Os motoristas que estiverem descendo a afonso Pena em direção à rodoviária, continuarão fazendo o desvio pela rua Pernambuco, avenida Carandaí, rua dos Guajajaras, avenida João Pinheiro e Avenida Augusto de Lima. Mas, ao invés de virar à direita ...
Idoso morre atropelado na BR-424 em Caetés; veículo estava sem tacógrafo Um idoso de 78 anos morreu atropelado na quarta-feira (18) na BR-424. O fato aconteceu quando ele tentava atravessar a rodovia, no quilômetro 74,2, em Caetés, Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o caminhoneiro ...
Idoso morre após ser atropelado por carro na BR-424 em Caetés Um idoso morreu após ser atropelado nessa quarta-feira (18) na BR-424, em Caetés, no Agreste de Pernambuco De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Ferreira de Lima, de 79 anos, estava atravessando a rodovia, próximo ao ...
Pernambuco recebe investimento de R$ 6 bilhões em dois parques eólicos Terão início agora no final de março as obras de instalação de dois parques eólicos em Pernambuco, no Sertão do Araripe e no Agreste, que juntos somam investimentos de R$ 6 bilhões e devem atender até 4,2 milhões de domicílios. O governador ...

Uma luta contra a grande mentira em CAETES?

1 João 4:8 - A MAIOR PIADA DA BÍBLIA

"Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor." - 1 João 4:8

Depois de amaldiçoar toda a criação pelo erro de apenas duas pessoas (Gênesis 3:14-19);

Depois de afogar quase toda a vida inutilmente, pois o mal continuou (Gênesis 6-7, Gênesis 8:21);

Depois de criar leis cruéis, intolerantes, absurdas, supersticiosas e preconceituosas (Levítico 15:19, Êxodo 21:20-21, Deuteronômio 22:21, Levítico 21.18-20, Deuteronômio 25:11,12, etc);

Depois de matar pessoas e animais inocentes que nada tinham a ver com as decisões do faraó (Êxodo 12:29, Êxodo 9:3-6);

Depois de matar muitos do seu próprio povo escolhido apenas por estarem insatisfeitos (Números 14:27-29);

Depois de provocar o genocídio dos vários povos (Deuteronômio 7:1);

Depois de matar um homem apenas por não querer engravidar a mulher do próprio irmão (Gênesis, 38:08-10);

Depois de matar um homem apenas por ter catado lenha no sábado (Números 15 32-36);

Depois de matar duas pessoas apenas por terem mentido sobre a venda de um terreno (Atos 05:1-10);

Depois de ameaçar com castigos eternos os que Nele não crerem (João 3:18, Lucas 10:10-16, João 3:18, Apocalipse 21:8);

Depois de matar uma mulher apenas por ter olhado para trás (Gênesis 19:26);

Depois de matar dezenas de jovens apenas por terem zombado de um profeta (2 Reis 2:24);

Depois de dizer que ele mesmo criou o mal, o surdo, o mudo e o cego (Isaías 45:7, Êxodo 4:11);

Depois de dizer que no seu julgamento final haverá os piores horrores (Lucas 21:23, Apocalipse 6:8, Apocalipse 9:6);

Depois de queimar várias pessoas vivas (2 Reis 10-13, Números 11:1);

Depois de amaldiçoar toda a descendência de um homem (2 Reis 5:27);

Depois de exigir que matassem as mulheres casadas e guardassem as virgens (Números 31:17-18);

Depois de afogar milhares de porcos que possuíam dono (Marcos 5:11-13);

Depois de humilhar uma mulher que buscava a cura para a filha (Mateus 15:22-27);

Depois de assegurar que não veio trazer a paz, mas a espada e a desavença (Mateus 10:34,37);

Depois de matar uma criança inocente pelo erro do rei que ele mesmo escolheu (2 Samuel 12:14,15);

Depois de matar 70.000 homens pelo pecado de Davi (2 Samuel 20:10-15);

Depois de castigar com pragas terríveis seus desafetos (Números 16:41-50, Números 25:9, 2 Samuel 5:6, 2 Samuel 24:15, etc);

Depois de sadicamente enganar seu povo escolhido (Números 11:18-20 e Números 18:31,32);

Depois de ordenar o massacre de crianças, idosos e mulheres grávidas (Deuteronômio 32:25, Ezequiel 9:6, Deuteronômio 2:33,34);

Depois de muitos outros incontáveis atos violentos, cruéis, intolerantes e sangrentos cometidos diretamente ou incentivados por Deus...

João diz que "Deus é amor" _

Texto de Sky Kunde [8]


O poder do agora em CAETES, saiba mais!

O Poder do Agora

Imagem de mãos sobre bola de fogo

A servidora Dalva Moura, lotada no Instituto Legislativo Brasileiro também se tornou colaboradora do Jornal Conversa Pessoal. Baseada no texto de Rodrigo Cardoso, que fala sobre “As 4 chaves do agora”, a servidora sugere, em duas etapas (nesta edição e na próxima), quatro atitudes que podemos tomar para fazer o agora acontecer.

O Poder do Agora, segundo Eckart Tolle, nos diz que “a única verdade em nossas vidas é o momento presente”. Mas, precisamos ter metas para o futuro sim! Elas nos dão esperança. E esperança no futuro significa força, motivação no presente. Porém, felicidade só pode acontecer, como diz Rodrigo Cardoso, agora, no momento presente, a felicidade está no caminho para realizar seus sonhos e não no fim.

No entanto, muitas pessoas têm dificuldade de conseguir acessar este estado de presença, o momento presente com serenidade, e por isso, vamos, seguindo orientações de Rodrigo Cardoso, encaminhá-lo às 4 Chaves do Agora que são:

1. atenção ao seu corpo;
2. atenção ao ambiente;
3. reconhecimento de suas emoções;
4. auto-observação – reconhecer suas emoções no exato instante em que elas aparecem.

1. Atenção ao seu corpo
Uma boa forma de interromper o fluxo incessante de pensamentos, muitas vezes limitadores, ladrões de energia, que querem nos culpar pelo mesmo erro infinitas vezes, que nos impedem de realizarmos o nosso melhor potencial: é dar atenção total ao seu corpo.

Ao prestar atenção em sua respiração, por exemplo, você começa a sentir a energia vital de seu corpo. Perceba que a respiração, o batimento cardíaco, acontece involuntariamente. Faz parte de nossa natureza.

Algumas pessoas, ao prestarem atenção em sua respiração, podem sentir uma espécie de vibração, essa é a energia do seu corpo. De acordo com a física quântica, somos feitos de átomos que vibram o tempo todo. É mais fácil se puder fazer esse exercício com os olhos fechados. Talvez você consiga sentir essa vibração agora mesmo, com os olhos abertos, apenas praticando o que está ouvindo.

O propósito desta prática oriental é acalmar a mente, entrar no agora e ter serenidade para, por exemplo, tomar uma decisão difícil no trabalho sem que ela seja influenciada por pensamentos destrutivos. Nesse estado, nos ligamos diretamente com nossa essência e costumamos tomar decisões bem mais assertivas, as chances de melhorarmos nossos relacionamentos profissionais e pessoais aumentam espantosamente, pois passamos a perceber que nem sempre estamos com a razão e conseguimos melhorar a compaixão pelas situações e pessoas.

2. Atenção ao ambiente
Todas as vezes que você dá atenção ao local onde se encontra, olha a sua volta, vê o que antes estava obscurecido por uma espécie de véu ou névoa de pensamentos, você entra na dimensão do momento presente.

Já aconteceu com você de perder algo como óculos, carteira, chaves ou caneta e dizer para si mesmo: Como pode? Estava em minhas mãos agora mesmo! Como isso pode acontecer?

O fato é que você estava tão entretido com os pensamentos do que tinha para fazer no futuro que deixou de prestar atenção no presente e, como mágica, perde as coisas sem ao menos perceber como.

Portanto, ao andar no parque, vejas as flores, procure ouvir os pássaros, essa é uma boa prática. Se estiver dirigindo, procure sentir suas mãos no volante, preste atenção aos carros a sua frente, as árvores a sua volta, ao local onde se encontra.

Quando você utiliza a chave de dar atenção ao ambiente, você novamente acorda para o agora, volta-se ao momento presente, interrompe por alguns instantes o fluxo incessante de pensamentos e com isso proporciona maior qualidade em suas tarefas e atividades.

Experimente!

Texto: Dalva Moura é servidora do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB). Se você quiser conversar com a autora, envie um e-mail para: dalva@senado.gov.br.
Imagem: http://terapias.files.wordpress.com


ATENÇÃO: A responsabilidade deste artigo é exclusiva de seu respectivo autor (fonte).


[7]



*blogsbrasil.com - todos os direitos reservados. Selecionamos as principais notícias da cidade de CAETES PE. Os acontecimentos políticos, acidentes de trânsito nas rodovias, fatos do centro, dos bairros e do interior. Pesquisamos também os jornais locais e as redes sociais, bem como o site da prefeitura. O trabalho jornalístico consiste em captação e tratamento escrito, oral, visual ou gráfico, da informação em qualquer uma de suas formas e variedades. O trabalho é normalmente dividido em quatro etapas distintas, cada qual com suas funções e particularidades: pauta, apuração, redação e edição.A pauta é a seleção dos assuntos que serão abordados. É a etapa de escolha sobre quais indícios ou sugestões devem ser considerados para a publicação final. A apuração é o processo de averiguar informação em estado bruto (dados, nomes, números etc.). A apuração é feita com documentos e pessoas que fornecem informações, chamadas de fontes. A interação de jornalistas com suas fontes envolve freqüentemente questões de confidencialidade.A redação é o tratamento das informações apuradas em forma de texto verbal. Pode resultar num texto para ser impresso (em jornais, revistas e sites) ou lido em voz alta (no rádio, na TV e no cinema). A edição é a finalização do material redigido em produto de comunicação, hierarquizando e coordenando o conteúdo de informações na forma final em que será apresentado. Muitas vezes, é a edição que confere sentido geral às informações coletadas nas etapas anteriores. No jornalismo impresso (jornais e revistas), a edição consiste em revisar e cortar textos de acordo com o espaço de impressão pré-definido. A diagramação é a disposição gráfica do conteúdo e faz parte da edição de impressos. No radiojornalismo, editar significa cortar e justapor trechos sonoros junto a textos de locução, o que no telejornalismo ganha o adicional da edição de imagens em movimento. Tags: Últimas Notícias, CAETES PE, Cidade, Interior, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado, Domingo, Carro, Eleições, Crime, Estrada, Rodovia, Acesso, Greve, Eleições, Festa, Granizo, Chuva, Enchente,Aniversário, Prêmio, Mês, Fim de Semana, Hoje, Ontem, Anteontem, Hora, Pouco Tempo, Agora, Mulher, Homem, Família, Criança, Portal,Pessoas, Como saber, Site, Blog, Diário,Protesto,Inauguração, Cassação, Cassado, Show, Apresentação, Espetáculo, Fotos, Vídeos, Imagens, Previsão, Caminhão, Vítimas, Situação, Oposição, Eleições, Enquete, Votos, Apuração, Trânsito, Operação, PF, Delegacia, Praia, Localidade, Animais, Ver Fotos, NEWS LATEST LOCAL NEWSPAPPER.